30 lições que aprendi em 30 anos de vida – Parte 1

Em 01.05.2015   Arquivado em Pessoal

Olá pessoinhas! Hoje eu estou oficialmente entrando para o time das balzacas! Rs… Eu queria muito ter gravado um vídeo sobre esse tema, mas eu que já falei aqui pra vocês porque não tenho gravado vídeos. Então resolvi fazer um post mesmo, falando sobre 30 lições que aprendi em 30 anos de vida. Pode ser que fique meio longo (é… acho que vai ficar…) mas que bom que você está sentado quando fica na frente do computador… rs… Vamos lá?

01 – Família é em primeiro lugar

Essa foi uma lição que aprendi a duras penas. Nada deve ser mais importante do que sua família. Nem trabalho, nem viagem, nem igreja, nem qualquer outra responsabilidade, hobby ou compromisso. A vida é corrida, o tempo é curto. Quando negligenciamos nossa família, aqueles que deveriam ser os mais importantes, se abre um buraco dentro do lar. E quando negligenciamos por muito tempo, às vezes não tem volta. A gente pode até se arrepender, mas o tempo não volta atrás.

02 – Paixão x Amor

Até hoje eu vejo algumas pessoas falando que o amor é arrebatador. Oi? Aprendi bem cedo essa e gostaria de compartilhar com vocês.
A paixão é quando você não consegue fazer mais nada, não consegue se concentrar, porque só consegue pensar naquela pessoa. É quando você tem uma vontade incontrolável de ficar junto, de demonstrar o que você sente de diversas maneiras, incluindo fisicamente… rsrsrs… A paixão libera dopamina e endorfina no cérebro, e a partir disso é que você tem aquela sensação maravilhosa quando recebe, nem que seja uma mensagem de texto, da pessoa que você está apaixonada. Só tem um problema: seu corpo não pode ficar “drogado” pra sempre, ele precisa voltar ao normal. Essa sensação da paixão dura no máximo 24 meses, ou seja 2 anos. Será que seria coincidência pensarmos sobre aquele mito da crise dos 2 anos que todo casal jovem já ouviu? Acho que não. O que acontece é que tem casal não consegue passar muito dos 2 anos de relacionamento justamente porque não tinha amor envolvido, só paixão. Quando os hormônios se estabilizam, você consegue ver claramente quem é a outra pessoa, não mais por aquele olhar drogado… rs… Aí muitas vezes você onde foi amarrar seu bode… rs…
O amor, por sua vez, é o oposto disso. O amor é caridade. O amor é se preocupar com o outro, com seu bem estar, com sua felicidade, com sua satisfação. O amor é sofredor, é benigno, não é mesmo? Lembremos de I Coríntios 13. É bem aquilo. Quando você é paciente com a outra pessoa, quando você sabe perdoar, não guarda rancor. Isso é amor. E amor não surge de um dia pro outro, amor se constrói, tijolo por tijolo. Juntos, como casal.

Então, por favor… Declare seus sentimentos de maneira correta:
Antes dos 2 anos de relacionamento – Estou apaixonada por você, não consigo viver sem você…
Depois dos 2 anos, se as coisas ainda forem lindas – Eu te amo.

Links: A química da paixão | I Coríntios 13

03 – É melhor ter o bolso mais vazio e o coração mais cheio

Depois de muito sofrer em Arquitetura, em 2014 eu consegui me emancipar disso. Saldo final: 10 anos perdidos, tinha conta bancária cheia, porém mais da metade do dinheiro ia pra pagar analista pra me ajudar a ter forças pra levantar da cama todo dia e suportar toda aquela droga. Não tinha tempo pra fazer nada do que eu queria e gostava porque estava sempre enfurnada fazendo o que eu odiava. Sabe o que acontece? Descobri que dinheiro realmente não traz felicidade.
Fui fazer o que eu gostava e correr atrás do prejuízo a partir do ano passado. E minha vida melhorou 500%. Posso não ter um décimo da grana que eu tinha antes, afinal de contas, estou começando minha carreira do zero, e com certeza sendo professora de português não ganharei como uma arquiteta, mas serei imensamente mais feliz. A vida é curta, estamos aqui pra sermos felizes. Dinheiro não vai com a gente pra próxima vida.

04 – Sempre dá pra recomeçar

Não importa o que tenha acontecido, quantos anos você tenha, qual seja sua situação. Sempre dá pra recomeçar. Pode não ser fácil, mas dá. Vai exigir muito do seu esforço e você estará fora da sua comfort zone por bastante tempo, MAS DÁ. Minha avó dizia que pra tudo tem jeito, só não tem jeito pra morte. É isso. Fechar um ciclo e começar outro pode ser doloroso, sofrido. Pode ser que você tenha um trabalho árduo pela frente. MAS DÁ. SEMPRE DÁ PRA RECOMEÇAR.

05 – Falhar é uma ótima oportunidade pro aprendizado

Tem gente que quebra quando se vê falhando em alguma coisa. Entendo perfeitamente, porque eu fui assim por muitos anos. O perfeccionismo pode ser uma pedra de tropeça na vida de alguém. Porém, conforme fui ficando mais velha, fui conseguindo perceber que as vezes que falhei e sofri por causa das minhas falhas, eu cresci mais um pouco. Hoje eu encaro minhas falhas com outra perspectiva. Não sou perfeita e nem nunca serei. Posso me esforçar pra melhorar a cada dia, mas sempre terá um aspecto da vida no qual eu serei falha. Ou alguma tarefa que eu não conseguirei executar. Já que é pra errar, que possamos tirar o melhor que pudermos das nossas dificuldades.

06 – Nem todo mundo gosta de mim

Não consigo agradar a todos e nem nunca conseguirei. Demorei anos pra aprender isso. Sofri e chorei muito porque queria ser aceita e amada por todos, e não conseguia entender o que eu tinha feito pra pessoa X não querer ser minha amiga. Hoje eu vejo que as pessoas têm suas opiniões e preferências. E nem todo mundo vai gostar de mim e querer trocar confidências. Algumas pessoas vão desgostar de mim de graça, mesmo sem eu ter feito nada. Outras vão ter inveja de mim, por motivos que só elas mesmas conhecem. Não posso sofrer por isso. Vida que segue. Assim como eu não gosto de 100% das pessoas que existem à minha volta, as pessoas à minha volta também não gostam de 100% das pessoas. E eu permeio a vida de muitos. Paciência.

07 – Fique com uma pessoa sempre pelos motivos certos

Aí, meu caro, cada um tem seus “motivos certos”, não é mesmo? Porque cada um tem uma prioridade na vida. Mas o que eu aprendi é que pena não é motivo, filho não é motivo, dinheiro não é motivo, status não é motivo, acomodação não é motivo, enfim… Motivo certo pra mim é ficar com uma pessoa porque ela te faz feliz e é sua companheira, está com você pro que der e vier, e você sabe que pode contar com ela. Motivo certo é porque apesar de todos aqueles anos lado a lado, o fogo ainda não apagou. Se essas coisas não rolam, provavelmente é o motivo errado.

08 – Quanto mais vc reparte, mais você tem

Nada nessa vida é seu, nem o ar que você respira. Temos a mania de acumular e acumular. Guardar dinheiro no banco. Entupir o guarda-roupa com coisas que não usamos mas não conseguimos simplesmente desapegar.
Quando meu primeiro filho faleceu, falaram pra mim (mais de uma pessoa): “Guarda tudo pro próximo, pois nunca se sabe se você terá dinheiro pra comprar tudo de novo”. Nunca falei isso pra ninguém, mas guardei apenas 2 peças de roupa e o quadrinho da porta da maternidade. O resto foi tudo embora. Como as pessoas estavam sensibilizadas com o nascimento prematuro do Daniel, ganhei pilhas e pilhas de fraldas RN. Doei todas no Hospital Carmela Dutra, uma maternidade na Zona Norte do Rio. As outras fraldas distribuí por aí, pra quem quisesse. E o quarto inteiro foi pra uma mãe que já ia ter o neném e não tinha nada. Nunca a vi nem sei o nome dela. Minha tia chegou aqui e falou que tinha encontrado uma pessoa que precisava. Encostou o carro, colocamos tudo, e ela foi embora. Quando eu digo tudo, é tudo mesmo. Roupas fechadas na embalagem ainda, mantas, ursinhos de pelúcia. Tudo. Comprei realmente com um dinheiro suado, e as coisas que ganhei sei que foram de coração. Mas em nenhum momento duvidei que não seria abençoada de novo. Naquele momento aquelas coisas não iriam me fazer falta, mas fariam falta pra um outro bebezinho.
Quando engravidei de novo, sem estar planejando, ganhei taaaanta coisa que nem tive chance quase de comprar nada pro meu filho. Não tinha espaço suficiente pra guardar tanta coisa, aliás. Quanto mais você reparte, mais o Senhor te abençoa. Tudo que você tem nessa vida não é seu, é fruto da misericórdia Dele, e das bênçãos que Ele te dá. Nem o ar que você respira é seu, o corpo que você tem foi um presente Dele. Tudo. Há recursos suficientes pra todos, basta sermos juntos com nosso próximo.

09 – O nosso bem mais precioso é o tempo

Nesses anos de praia percebi uma coisa: as pessoas preferem abrir a carteira pra ajudar outra a despender de algum tempo pra isso. É o mesmo tipo de recompensa que um pai ou uma mãe usa quando sente culpa por não passar tempo suficiente com os filhos. Prefere comprar um bando de presente tentando tapar o sol com a peneira porque não teve tempo pra ficar com eles. Ou as pessoas preferem doar pra uma causa humanitária a sair de casa pra ajudar a dar comida pra alguém.
Isso tudo só prova uma coisa: o que temos de maior valor é nosso tempo. Não queremos desperdiçá-lo, e nos arrependemos se não usamos direito. Mas ele nunca mais volta. Então, nosso tempo vale muito mais do que qualquer outra coisa.

10 – O metabolismo realmente muda

Quando eu era mais nova e via uma mulher mais velha com uma blusa um pouco mais aberta e ela tinha gordura nos braços ou nas costas eu falava: “NUNCA serei assim! Isso é falta de vergonha na cara!” Quando alguma amiga mais velha tentava me convencer que não era bem aquilo, que o metabolismo muda e que era preciso um esforço muitooo maior pra manter o corpo, eu achava que aquilo era mentira de gente gordinha pra justificar os pneuzinhos.
Hoje eu vejo que cuspi pra cima e caiu na minha cara. Realmente o metabolismo muda, e isso não é palhaçada. Se aos 18 eu sentia que estava gordinha, deixava de comer doces e em 1 semana perdia 3 quilos. Hoje eu suo e muito pra perder esse mesmo peso. Pra se ter um corpo super bonito aos 30, tem que batalhar por ele.

11 – Demonstração de amor não se cobra

Ou a pessoa te ama e vai demonstrar por livre e espontânea vontade o que sente por você, ou vamos partir pro próximo candidato. Amor não se cobra, não se exige. Não se pergunta se a outra pessoa te ama, não se pede carinho. Ou ela te ama e fala porque quer falar, ou ela não te ama.

William Shakespeare escreveu: ‘Quem não demonstra seu amor, não ama’.

12 – Amigos não nascem em árvores

Já falei aqui sobre isso. Amigos não nascem em árvores. Amigo é um título conquistado depois de muito esforço e dedicação. Precisamos despender tempo a uma pessoa, precisamos ter nossos corações e ouvidos abertos pra fazer um amigo. Não é do dia pra noite. Não é porque se adicionou nas redes sociais que virou amigo. Bem longe disso.

13 – Tudo que sua mãe dizia era verdade

Sabe aquele carinha que ela disse que não servia? E quando ela disse: “Quando você for mãe, você vai entender”!? E quando ela perguntou se tinha certeza sobre a decisão que estava tomando?
Tudo que ela dizia era verdade. Pena que a gente escuta tão pouco. Hoje eu vejo quantas besteiras eu fiz na vida, que não teria feito se tivesse escutado mais… Mas fazer o quê? Pelo menos eu aprendi, mesmo burra velha… rsrsrs…

14 – O autocontrole é uma conquista de cada dia

O autocontrole é a chave pro nosso progresso. E ele é uma conquista de cada dia. Não vou acordar hoje, por exemplo, e decidir que nunca mais comerei chocolates e simplesmente vou fazer. Uma hora eu vou falhar. E vou tentar de novo, e de novo… Até conseguir. Pra todos os âmbitos da nossa vida é assim: seja trabalho, amor, esportes, dieta, algum vício que tenhamos que largar. O autocontrole é a chave. A chave pra conseguirmos ser diligentes.

15 – Mãe tem medo o tempo todo

Quando eu era pequena achava minha mãe super bem resolvida. Achava que ela era tipo uma super heroína, que aguentava tudo, sabia de tudo, que era decidida em tudo. Quando eu fui crescendo fui percebendo que não era bem assim. Ela não aguentava tudo, não sabia de tudo e muito menos era super decidida em tudo.
Quando virei mãe na verdade eu vi que é bem o oposto disso. A gente tem é medo de tudo. Medo do bebê sufocar, medo de não amamentar certo, medo de não dar banho direito, medo de entrar água no ouvido, medo de dar comida de menos, medo de dar comida demais, medo de cair e bater com a cabeça… Os medos vão só aumentando e mudando ao longo do tempo. O que a gente faz é não permitir que os filhos vejam nosso medo e nossa insegurança. Nos mostramos fortes pra eles. E assim vamos caminhando.

Genteee… Tá muito grande… Vou postar as outras 15 amanhã, ok?
Beijinhos :3

  • Aninha

    Em 01.05.2015

    É por isso que gosto tanto de ler teu blog! Sempre tem algo a acrescentar. E muitas das coisas que vc disse aí eu percebo que são verdades universais… rs. Espero poder aprender a lidar com certas situações como vc aprendeu!
    Feliz aniversário! :)

    [Reply]

    Mariana Reply:

    <3

    [Reply]