A dona de casa perfeita

Em 04.07.2014   Arquivado em Relacionamento

Certo dia fui almoçar na casa da minha tia. Sabe aqueles almoços de família deliciosos? Então! A comida estava esplêndida, a conversa e a companhia incríveis. Mas eu comecei a notar uma outra coisa. A casa.

O ladrilho era branco. A cozinha integrada com a sala. A escada também era branca. No lavabo, as toalhas eram brancas. Tudo era branco. E era branco mesmo, tá? Não era amarelado encardido.

Apelidei minha tia aqui em casa como “a dona de casa perfeita”. Sempre a casa está arrumada, o filho de banho tomado, o dever feito e a panela ariada. Aí você vai me dizer:

“Ela tem empregada!” – Não, ela não tem.
“Ela não trabalha fora!” – Tsc Tsc… Ela trabalha fora.
“Ela não tem filhos!” – Sim, ela tem filhos.

E de quebra, meu tio trabalha na área médica, ela esfrega as roupas BRANCAS na mão, e ainda faz marmita para todos, todos os dias.

Aí você vai me dizer:

“Ah! Então ela é gorda e não tem tempo pra depilar a perna nem pra cuidar de si mesma!” – E eu digo: sim, ela depila a perna e faz academia.

Então você conclui:

“Ela é uma bruxa!” – Não, ela não é bruxa, nem fada, nem mágica, não usa varinha de condão. É um ser mortal mesmo, como nós, eu e você, descabeladas, fazendo faxina às 2h da manhã.

Bom, vou começar por mim. Além de mãe, esposa e dona de casa em tempo integral, trabalho home office nas “horas vagas” e tenho muitas responsabilidades na igreja. Quando casei eu era um fiasco como dona de casa. Não porque não soubesse cozinhar nem soubesse passar roupa, mas a administração da casa requer muita habilidade mesmo.

Hoje, com quase 4 anos de casada, vejo que melhorei. Mas ainda sou um fiasco. Aliás, estou bem longe de ser uma dona de casa decente. E isso me incomoda muito. Gostaria de receber as pessoas aqui em casa a qualquer hora sem ter que correr pra catar as bagunças enquanto grito “Já vai!” pra visita. Gostaria de receber sem ter que me desculpar pela falta de arrumação.

Se você, como eu, gostaria de ser uma dona de casa bem melhor do que é, saiba, eu fiz uma lista mental de tudo que minha tia faz, e vou passar a limpo agora, pra mim e pra você. Veja primeiro os 2 tópicos essenciais:

Aceite, você nunca será uma dona de casa perfeita como a minha tia

Ou se conseguir, não será agora. A coisa vai melhorando aos poucos. Quanto mais você adquire experiência, mais você vai tirando de letra.

Ter mantido o seu quarto arrumado durante toda a vida de solteira não valeu de nada

Sabe aquela velha história que sua vó te falava? Sim, essa mesma: “Se você consegue manter seu quarto arrumado hoje, quando casar, vai conseguir manter sua casa.”
Isso é pura mentira! Arrumar um quarto demora 2 horas no máximo, se você estiver fazendo faxina pesada. Em contrapartida, administrar uma casa, com contas, mercado, hortifruti, comida pra fazer e roupa pra lavar, requer uma habilidade infinitamente maior do que a que você estava acostumada.

Ok… Você viu os 2 itens mais importantes. Agora vamos para a prática do que minha tia faz:

Tenha uma rotina

Toda vez que minha tia passa lá em casa no domingo, no final ela fala: “Ai minha filha! Vou indo porque ainda tenho uma pilha de roupa pra passar!” Isso não é mera coincidência. Ela tem o DIA DE PASSAR ROUPA. E tem o DIA DE LAVAR O BANHEIRO. Ou seja, ela tem uma rotina de tarefas domésticas. Acredito que fazendo as coisas organizadamente e com rotina definida, você não se desespera.

Supervisione a bagunça

Toda vez que meu primo brinca, eu percebo que ele pode fazer a baguncinha dele. Minha tia não é daquelas neuróticas que não deixa virar a caixa de brinquedos no chão. Desde que depois ele guarde no final.
Ou seja, a bagunça é supervisionada. Do tipo: “Eu sei o que você está fazendo. Pode fazer. Mas depois, pode ir guardando.”

Doutrine a família

Quando você chega na porta da casa da minha tia, já vê os sapatos no cantinho antes de entrar na sala. Todo mundo automaticamente chega e deposita seu sapatinho de cristal lá, e entra pé descalço em casa, pra não trazer sujeira pra dentro. Parece algo sem importância, mas esse é um ótimo exemplo pra mostrar como ela doutrinou a família inteira pra fazer as coisas do jeito dela. Se todo mundo sai do banho e sabe onde colocar a roupa suja, é bem mais fácil. Se todo mundo sabe onde tem que guardar o guarda-chuva também. E assim caminha pra uma casa mais arrumada.

Não grite

Nunca vi minha tia gritar ou se exaltar. Ela fala sério. Quando precisa, usa entonação que dá pra ver que a coisa tá sinistra, mas ela não grita.
Quando você começa a gritar, se descabelar, acaba que todo mundo entra numa bolha e você fica gritando pras paredes. Nada funciona gritando.

Designe responsabilidades para todos da família

Cada um faz de acordo com sua idade e capacidade. Mas todos precisam entender que também são responsáveis por uma casa limpa. Meu primo, por ser criança, não vai pegar em produto pesado de limpeza pra banheiro. Mas ele sabe que precisa fazer sua própria cama, guardar seus brinquedos, lavar sua cueca no banho, e o prato é dentro da pia. Cada um faz o que lhe compete e a mãe não se descabela.

E por último, mas não menos importante:

Não desista!

Você vai melhorar aos poucos. Você, eu, e o resto da humanidade está tentando fazer o que minha tia consegue.

  • Si

    Em 04.07.2014

    Eu sou uma pessoa meio desorganizada, mas me encontro na minha bagunça. Não sei se, numa dinâmica de casal e de família (como esposa), eu iria ser capaz de manter a bagunça em ordem…
    Boas dicas! :)
    Beijos e carinhos, fica com Deus

    [Reply]

    Mariana Reply:

    hahahaha poxa, com casa, com marido e filho é bem mais difícil… infelizmente essa é a verdade… eu fico louca aqui de vez em qd hehehehe
    bjos

    [Reply]

  • Pam Machado

    Em 04.07.2014

    Ai, eu só queria gostar de limpar a casa, aí estava tudo certo, porque já sou bem metódica, haha! 😛

    [Reply]

    Mariana Reply:

    Hahahahaha… Acho q ninguém GOOOOSTA… Aprende a gostar… 😛
    Bjo

    [Reply]

  • Mariana Oliveira

    Em 04.07.2014

    Tô precisando aprender a me organizar quanto a isto. Mas se tem algo que me deixa furiosa e me desanima na hora da arrumação e não arrumar, esperar que eu faça depois.
    Era assim quando eu morava com a minha mãe, porém o problema era meu irmão eu limpava tuuuudinho e logo que eu terminava ele decidia que queria comer e espalhava comida pela casa inteira e deixava a louça suja.
    Hoje em dia é com meu pai, saí da casa da minha mãe e vivo somente com meu pai, mas ele FAZ NADA, típico do homem que acha que limpeza é só pra mulher. Tenho que ficar arrumando as coisas dele. Sinceramente, eu desisti. Eu limpo meu canto e o banheiro que é onde eu mais uso, nunca como em casa, então raramente entro na cozinha. Na verdade é um caos sem fim que eu não sei como fazer. Claro que, também não me sobra muito tempo, estudando e trabalhando. Mas enfiiiim, desabafei haha.

    [Reply]

    Mariana Reply:

    hahahahaha desabafou… é bem assim mesmo.. mas não tem mt pra onde fugir… depois q vc não morar mais com seu pai, vc vai morar com outra pessoa… seu marido, seus filhos… enfim… sempre vai ser assim, e vc correndo atrás do prejuízo… como não tem como vc doutrinar seu pai, pelo menos tenha a esperança de fazer isso com sua futura família 😛
    bjos

    [Reply]