Butterfly Soul
Rascunho Literário
Guia para Mamãe de Primeira Viagem
BS no Youtube

Amiga, se eu pudesse te dar um conselho, diria para…

** INÍCIO DE MÚSICA MELODRAMÁTICA **

Imagine eu e você, leitora. Nós acabamos de chegar na praia, depois de nadar por horas. O nosso barco afundou, e escapamos de ataque de tubarão. Mas eu estou prestes a dar meu último suspiro. Você segura minha mão, minha amiga, e eu tenho que escolher o mais importante pra dizer pra você, como minhas últimas palavras.

Parece dramático? E é. Mas encare dessa maneira esse post.

** FIM DE MÚSICA MELODRAMÁTICA **

Se eu pudesse te dar um conselho, minha amiga, um último conselho, antes dos meus suspiros finais nessa vida, eu diria: FUJA DOS HOMENS INTROSPECTIVOS. Não estou falando dos tímidos, não estou falando dos calados, não estou falando dos nerds que gostam de ficar 3 semanas sem sair do quarto. Estou falando dos introspectivos.

Mas, que diabos! Como você pode identificar um sujeito introspectivo? Aqui vai:

O introspectivo não fala. Não porque ele é tímido, mas porque ele analisa 30 vezes o ambiente, o que ele quer falar, e quase sempre decide por não expor o que ele pensa. O tímido não expõe porque tem vergonha, mas em um ambiente familiar, com pessoas que ele tem intimidade, vai agir normalmente. O introspectivo, por sua vez, nunca agirá assim.

O introspectivo fala sozinho. Muitas vezes. Só porque ele não debate com você, não quer dizer que o debate não esteja acontecendo dentro da cabeça dele. Você vai pegar ele perguntando e respondendo pra si mesmo, e muitas vezes será o diálogo que acabou de acontecer com meus amigos e ele ficou calado. Você vai perguntar sobre o que é, ele vai dizer que não é nada, e você ficará pra sempre sem saber a opinião dele.

O introspectivo aparenta tranquilidade. Mas não é tranquilo. Ao contrário, ele é um turbilhão por dentro: um terremoto, maremoto e um furacão juntos, que ele não coloca pra fora. E na hora que colocar, vai ser descontroladamente. Sai debaixo quando isso acontecer, porque quando todo esse turbilhão começa a sair, ele já não tem mais controle sobre si, como se tivesse explodido por dentro e se quebrado em vários pedaços.

O introspectivo não chora. Quer dizer, ele chora. Chora pra dentro, pra ele mesmo. Por fora ele não transparece nada. É a mesma cara de sempre. Se ele perdeu a mãe no dia anterior, você nunca saberá.

Aliás, você nunca sabe qual emoção o introspectivo está sentindo. Porque não só o choro é pra dentro. A raiva também, a alegria, a frustração. Então você nunca sabe em qual tipo de terreno está pisando. A cara de paisagem é a melhor arma do introspectivo, pra que ninguém chegue a alcançá-lo realmente.

O introspectivo não se deixa conhecer. Ele é tão fechado que muitas vezes você nunca chega a conhecer ele de verdade. Ou às vezes, quando conhece, é tarde demais pra se arrepender. E a culpa não é sua. Você apenas achou que com o tempo as coisas mudariam, porque achou erradamente que ele era tímido.

O introspectivo faz planos com ele mesmo. E vive a própria vida. Ele é tão voltado pra si que muitas vezes esquece que existem pessoas do lado de fora. Se você quer fazer planos com ele, tenha certeza de que ele já não se comprometeu consigo mesmo, que aliás, é a pessoa mais importante do mundo.

O introspectivo é cruel. Simplesmente porque ele não consegue olhar a vida de um outro ângulo, que não seja o da sua lente. Então, se você sofre mas ele não sofreria na mesma situação, provavelmente vai dizer ou demonstrar que o que você sente é uma palhaçada.

O introspectivo é teimoso e orgulhoso. Porque ele é tão bom como seu próprio amigo, como seu próprio companheiro, que na verdade, a errada é você por querer chegar tão perto e dizer que ele deveria agir ou fazer algo de maneira diferente.

O introspectivo é ruim de cama. Simplesmente porque ele é travado em todos os aspectos da vida dele. Por que na cama seria diferente?

Se você decidir viver com um introspectivo, saiba que viverá sozinha. O companheiro dele é ele mesmo. Você é uma intrusa que sempre estará à margem da vida dele. Aceite isso.

Se você decidir terminar, todos vão dizer que a culpa é sua. Afinal de contas, o coitadinho nem fala direito! Qual foi a besteira que você fez? Pra uma pessoa tão boa não querer ficar com você, você deve ser ruim mesmo.

Então, amiga, se puder escolher, escolha o estourado, o falante, e até o ciumento. Pelo menos eles colocam pra fora o que sentem, e você sabe com quem está lidando. Melhor ter raiva porque ele estourou e falou uma besteira, do que o sentimento de vazio permanente por estar vivendo sempre à margem de alguém.

** MÚSICA DE UM INTROSPECTIVO QUE FOI FINALMENTE ABANDONADO **
(ELE CANTANDO PARA ELE MESMO, ÓBVIO)

Espremendo tudo de um relacionamento falido
Namore o seu melhor amigo
Sei que meu relacionamento é abusivo quando…

6 comentários
  • Si

    Vejo o introspectivo que vc descreveu como alguém muito infantil e egoísta. Não é o tipo de pessoa com a qual possamos compartilhar uma vida, não é mesmo?
    Bjus e carinhos, fica com Deus

    [Reply]

    Mariana Reply:

    rsrsrsrsrsrs… verdade
    bjos

    [Reply]

    Responder
  • Aninha

    Só vim comentar pra dizer que: há males que vem pra bem!
    Acho que vc sabe do que eu estou dizendo, rs. Mas se não souber, eu explico.
    Enfim… Deus, às vezes, nos dá o livramento de ter que viver de forma infeliz do lado de uma pessoa como essa.
    Bjs!

    [Reply]

    Mariana Reply:

    😉

    [Reply]

    Responder
  • Cinthya

    mds, ri muito com esse post! rsrs' Quer dizer "me ri por dentro", sou a cara da introspecção mas não me ofendi nem um pouco com seu post acho que também porque não sou homem, vai que as coisas soem diferentes para mulheres, adorei seu jeito solto de falar sobre uma assunto "uma divina comédia" boa sorte com o blog" 😉 rsrsrs' <3

    [Reply]

    Mariana Reply:

    hahahahahaha jura?????????????? nunca conheci uma mulher com a cara da instrospecção!!! quem eh vc, cinthyaaaaaa???
    bjos :)

    [Reply]

    Responder