Categoria "Vida Saudável"

As coreografias do Daniel Saboya

Em 25.08.2016   Arquivado em Vida Saudável

E aí galerinha, como vocês estão???

Essa semana eu descobri um canal novo no Youtube que na verdade é bem famoso pela quantidade de views que tem, mas como todas as coisas legais que eu descubro por aí eu compartilho aqui, então venho com essa novidade. Me perdoem se pra vocês esse canal é velho, mas eu amei e passei meu feriado nele, selecionando músicas e aprendendo coreografias.

É uma boa solução pra quem não está com grana pra ir pra academia e quer mexer o corpo, ou pra quem está com bebê pequeno e não em com quem deixar, ou falta de horários… hahaha… Enfim… É o meu caso nas 3 situações, então pra não deixar de fazer exercícios fui procurar algo legal na internet e achei esse canal. Estou compartilhando minha playlist com vocês. Espero que gostem!

Beijos

5 coisinhas que estão me ajudando na reeducação alimentar

Em 03.09.2015   Arquivado em Vida Saudável

Olá galerinha! Tudo bem? Como vocês estão?

O blog ficou meio abandonado esse último mês, é verdade, e sinto muito por isso. Mas agora ele vai voltar com a programação normal, tá? 😉 Pra compensar vocês de toda a minha falta, aqui estamos nós, fazendo post em plena quinta-feira, quando nunca sai post esse dia no blog. Espero que gostem!

Bem… Quando eu estou fazendo dieta nunca conto pra ninguém. Só porque as pessoas normalmente têm duas reações:

1ª – Sempre que te encontram perguntam: “Como vai a dieta? Já perdeu muito peso?”
2ª – A pessoa te vê comendo qualquer coisa que não deveria, e mesmo num sábado à noite, na frente de todos os amigos, te fala (bem alto): “Você deveria estar comendo isso? Isso faz parte da dieta?”

Em qualquer uma das situações, a minha reação automática é:

Por esse simples motivo eu nunca falo nada pra ninguém quando estou fazendo dieta. Mas uma coisa que eu percebi é que sempre que eu corto tudo de ruim que eu como, claro, perco peso rápido, mas depois não aguento ficar seguindo aquilo muito tempo e logo volto à programação normal, e claro, o peso volta ao normal.

Por isso, desde o começo desse ano, eu resolvi que eu ia me reeducar. Não ia fazer dieta, mas ia aprender a ser diferente do que eu sou, e desenvolver hábitos diferentes. Então aí vai pra vocês 5 coisinhas que têm me ajudado muito nesse processo:

Água – Cara… Acho que todo mundo sabe o quão importante é a água no nosso organismo. Mas só quando você realmente faz uso dele como deveria é que vê o milagre acontecendo. Meu cabelo está mais bonito, minha pele mais bonita. Parece que tudo melhora, é bizarro.

Barrinha de cereal – Aqui eu coloquei uma fotinho das barrinhas da Nutry mas não necessariamente eu como só dessa marca. Tem várias marcas diferentes que eu gosto, mas o importante é ter sempre uma na bolsa, pra quando você está na rua, dá a hora de comer, e você não ficar tentado a comprar qualquer coisa que não deveria, tipo uma pipoca com bacon no tio da pipoca.

Frutas – Olha, sério mesmo. Fruta é muito amor! Eu sempre gostei de frutas mas depois de grande tinha perdido esse hábito, e tive que resgatar, até pra dar exemplo ao meu filho. Muitas vezes a fruta consegue saciar sua vontade de comer besteira, e claro, com muito mais nutriente pro seu organismo e o tipo de aç[ucar certo. Rs…

Cápsulas de Hibisco – Eu recebi essas cápsulas da assessoria da marca. Fiquei bem feliz e fui experimentar, claro. Meu vidrinho já está quase acabando e eu vou pedir mais pra mim, porque eu estou vendo maior diferença. Lá no site diz que “o Hibisco estimula a queima de gordura corporal, facilita a digestão, regulariza o intestino e combate a retenção de líquido”. Ou seja, todas essas coisas eu preciso fortemente, então não largo mais o hibisco. 😛

Chocolate Linea – Esse aqui é pro dia que as frutas não estão dando jeito. É naquele dia de TPM, é naquele dia que você quer comer o mundo… Rs… Esse dia, eu compro esse chocolatinho, que pasme, é igualzinho ao chocolate normal, mas tem muitas outras vantagens que o chocolatinho normal não tem. Rs…

É isso galera! Gostaram? Quais são as coisinhas que ajudam vocês a se manter na linha?

Beijos e até a próxima.

Diário de uma iniciante na academia #02 – O dia que eu malhei 6h da manhã

Em 18.03.2015   Arquivado em Vida Saudável

Nesse post aqui eu falei que uma das soluções para os meus problemas iniciais na academia era malhar às 6h da manhã. Pois bem, foi sorte de principiante.

Acho que consegui malhar apenas umas 2 vezes tranquilamente nesse horário, uma quinta e uma sexta. Na segunda seguinte, quando eu voltei, fui ao hell e voltei olhando aqueles corpos suados.

Pensa comigo: quem é maluco o bastante pra acordar às 5h da manhã e ir de mala pra academia, chegar lá às 6h, malhar, tomar banho pra ir pro trabalho e sair com uma garrafa de shake na mão?

Se você acha que ninguém é maluco o bastante pra isso, eu digo que você está muito errada!!! Na verdade é o que mais tem nesse RJ… E quem faz isso não sou eu, nem você, que luta contra a balança. Quem chega na academia 6h da manhã com mala pra tomar banho e ir direto pro trabalho é o cara tão viciado que não pode ir em horário nenhum mais naquele dia, mas que não perde a oportunidade de malhar.

Entrei na vibe dos malhadores sem noção. Aqueles que comem frango cozido sem sal e batata doce com casca. São esses que malham 6h da manhã. Era com esses que eu estava malhando.

Eles não têm nenhum percentual de gordura e sinceramente dá vergonha de ter nascido malhar com pessoas assim do seu lado… hahahahaha… Tem uma mulher lá que é pequena e fina, já tem o corpo perfeito, tipo Globeleza mesmo, e não estou exagerando. Ela coloca tanto peso pra malhar aquela coxa que eu acho que podia sentar na perna dela que ela me levantava rindo.

É normal você chegar em uma academia, segunda-feira às 6h da manhã, e não ter nenhuma esteira nem transport pra usar? Se somar as esteiras e os transports da minha unidade, dá pra mais de 40!!! Nem à noite, às 19h (que na teoria é o horário mais cheio) eu fiquei sem aparelho porque estavam todos ocupados… Não dá pra malhar assim, genteeeeeeeee…. Não uma iniciante, desculpe.

Fui conversar com o professor sobre isso, porque eu sinceramente comecei a desanimar por um momento. Em qualquer horário, a academia estava cheia, e eu aparentemente já tinha tentado todos os horários. Ele me explicou que mais pro final de semana as pessoas vão desistindo de malhar, e sexta é o dia mais vazio. Em compensação, a segunda é o dia mais cheio, porque as pessoas comem tudo que não podem no final de semana e voltam segunda com força total pra tentar queimar tudo que ingeriram.

Ok… Eu dei sorte naquela quinta e sexta.

Ainda estou tentando encontrar um horário melhor pra malhar. Um horário que a academia esteja mais vazia. Que eu possa circular sem querer me enfiar num buraco pelas minhas banhas acumuladas na barriga. Mas ainda estou lá, firme e forte.

Diário de uma iniciante na academia #01

Em 02.03.2015   Arquivado em Vida Saudável

Quem viu esse post aqui, viu que só por hoje eu não comi chocolate. Rs… Mas a minha rehab está só começando, rumo ao corpo que eu desejo, rumo ao meu antigo corpo de volta.

Um dos passos importantes pra perda de peso é a atividade física. Primeiro porque ela ajuda você a queimar, depois porque ela te ajuda a não ficar com pelanca. Sim, gatos garotos, eu estou chegando aos 30, e se eu perder muito peso, posso ficar com pelancas. Ainda mais depois de 2 filhos, a barriga não é mais a mesma. Então, embora nunca tenha me apetecido ser uma marombeira, lá fui eu fazer minha inscrição, visando algo maior.

Fiquei uma manhã inteira rodando por todas as academias do bairro, visitando todas e perguntando preços. Sentei com todos os papéis na mão e fiz minha escolha: Smart Fit. Ela é grande, cheia de espelho, ar condicionado, muitas esteiras, bikes e transports, o que faz com que você quase nunca tenha que ficar esperando pra usar. Isso me motivou. Além disso ela era mais barata e eu posso fazer em qualquer unidade da rede, não só necessariamente no meu bairro. Ok, fui lá e fiz. Mas minha aventura estava só começando.

Primeiro de tudo: eu morro de vergonha

Pra quem nunca fez efetivamente academia (daquelas que fica só uns 3 meses depois para) ou pra quem está muito tempo parada e com um corpo beeem diferente do que gostaria, é meio inevitável sentir um pouco de constrangimento. Eu chego lá e tem vovô na esteira correndo na velocidade de 12km/h, enquanto eu com 6km/h tô chamando minha mãe. É claro que ele deve estar lá há muito tempo, mas chegar lá nível 01 e ter na esteira do lado um nível 59 não é nada fácil de lidar. Ainda mais quando você anda e suas banhas pulam, suas celulites aparecem, e a mulher do lado está só de top e a barriga nem se mexe. Nesse sentido eu vejo que quem não tem uma cabeça muito boa, começa a ficar alucinado pra ter um corpo lindo e rápido, e começa a fazer um monte de besteira pra alcançar isso.

Segundo: eu suo que nem uma porca

Gordos suam muito mais. #fato Se você for em qualquer lugar, pode estar frio, tem um gordo suando. A explicação disso deve ser a imensa camada de tecido adiposo que temos a mais, não sei exatamente se é essa a explicação, mas deve ser. Por causa disso, as lindas de 40kg estão correndo na esteira com umas gotículas de suor no colo, enquanto você caminhando está pingando horrores e tendo que se enxugar com uma toalha. Cheguei ao nível de ir com uma bermuda e cinza e ela ficar tão encharcada de suor que parecia que eu tinha me mijado. Por esse simples motivo eu descobri porque gordos só vão à academia com a parte debaixo preta. Rs…

Terceiro: eu sou uma fracote

Eu tenho tamanho (pra cima e pros lados), mas não tenho força. Isso é constrangedor. É ridículo eu colocar 10kg no aparelho do braço e ficar tremendo porque não tenho força pra concluir 8 repetições. Aí vem aquela mesma garota nível hard 59 com gotículas de suor no colo e um abdômen que não se mexe, coloca 40kg e vai lá e faz. Minha cara fica como…

Quarto: as pessoas olham torto pras minhas banhas

“Academia é pra todos!” Bullshit! Academia é pra quem tem corpo lindo. Se você não tem e dá a cara a tapa, as pessoas olham de cara feia pras suas banhas sim. Devem pensar que eu tenho muita cara de pau de estar indo com aquela gordura toda correr na academia. Outros devem pensar que ainda bem que eu estou lá, porque estou precisando muito. Eu tento não ligar pra isso, até porque não são todos que me olham assim. Outros me olham com olhar encorajador, e eu fico me perguntando se quando começaram tinham meu corpo… rs… Outros olham de rabo de olho e ficam constrangidos, não querem olhar pra eu não ficam com vergonha, mas querem ver. Eu me sinto o patinho feio lá. Mas, embora eu tenha toda essa vergonha, ninguém paga minhas contas, e não vou deixar de ir por causa disso.

Quinto: eu não sei escolher tênis

E por último, mas nesse momento o mais importante, é que quando você é iniciante, naõ sabe escolher tênis. Eu tenho passado por isso. Escolhi o modelo perfeito. O único problema é que deveria ter comprado um número maior pra poder meu pé se movimentar tranquilamente. Como eu comprei certinho, e ainda coloco meia, ele fica bem na conta. Conforme vou fazendo os exercícios, o pé vai batendo na ponta do tênis e dói muito, os outros dedinhos fazem bolha e atrás faz ferida também. Essa sexta cheguei com o pé tão esfolado em casa que nem pude fazer exercícios no sábado, pra dar um descanso pra ele.

Solução

No momento, a solução para meus problemas academísticos tem sido: malhar às 6 horas da manhã, na hora que a academia abre. Só tem eu, os professores e algumas moscas. Às 7h começam a chegar as pessoas, mas aí eu já estou na metade do treino. Quando a academia começa a ficar mais cheinha, eu já estou indo embora.

E o tênis? Vai ficar machucando até eu ter dinheiro pra comprar outro. Rs…

E vocês? Malham? Há quanto tempo? Me conta um pouco pra eu saber se sou a única idiota a passar por isso… rs…

PS.: Garota de 40kg nível hard 59. Se você ler isso, saiba, eu não tenho nada contra você. Apenas não fique perto de mim constrangendo minhas banhas… rs…

Página 1 de 41234