Como driblar a falta de sono nos primeiros meses com seu bebê

Em 29.05.2014   Arquivado em Maternidade

Essa semana eu estava lendo um artigo que dizia que 90% das mães mentem que estão lidando muito bem com o bebê logo nos primeiros meses. Eu fiquei refletindo sobre isso, porque 90% é QUASE TODA mãe! Por que nós mentimos? Sim, nós. Porque puxando pela memória eu me lembro que menti algumas vezes também, não vou negar.

Talvez seja a pressão externa das mães que já passaram por isso e dizem pra gente que tudo foi lindo e florido (o que é uma mentira). Ou nós mesmas estamos nos cobrando a perfeição, e não conseguimos lidar com as dificuldades e eventuais fracassos. Mas sinceramente, remoer o por quê não ajuda muita coisa, como o meu marido diz. Devemos ser práticas e bolar soluções para o problema apresentado.

Agora que meu filho já tem praticamente 8 meses, consigo enxergar com mais clareza o que eu poderia ter feito melhor nos primeiros meses que me deixaria mais tranquila e menos estressada. E dormir bem está no topo da lista. Se eu tivesse dormido bem, ou pelo menos, um pouco melhor do que eu dormi, teria mais ânimo pra enfrentar aquele rojão todo.

Então eu listei algumas medidas que toda mãe de bebês no primeiro trimestre de vida precisam entender e praticar. Vamos lá:

– Entenda a situação de seu bebê

O primeiro passo é entender seu bebê. Quando uma criança nasce, ela quase não tem reserva de gordura e precisa se alimentar constantemente pra ganhar peso e pra manter os níveis glicêmicos. Então, é inevitável acordar várias vezes durante a noite nos primeiros meses. A criança não tem culpa, é o instinto de sobrevivência dela, e vocês 2 terão um relacionamento mais feliz se você ficar resignada nesse quesito, porque você não pode mudar isso.

– Veja como ele está sendo corajoso!

Muitas vezes, o bebê chora não porque está com fome, mas porque está se sentindo abandonado, porque está com cólica, porque está com medo. Pense: até pouco tempo, ele morava dentro do seu útero, era quentinho, seguro, ele escutava seu coração o tempo todo, era apertadinho e ele se sentia acolhido. Agora ele está num lugar frio, com luz, o coração da mamãe ele não escuta mais, as paredinhas apertadinhas do útero não existem mais, ele não sabe nem virar pro lado sozinho e tem um monte de coisa acontecendo dentro da barriga dele que nunca aconteceu antes (e ai! isso dói). Mas mesmo com todas essas dificuldades, ele está sendo corajoso e enfrentando esse mundão enorme! Então, dá um crédito de paciência e amor pra ele.

– Entenda o que seu bebê está precisando naquele momento

Entenda os diferentes tipos de choro, pra que, quando ele chorar, você possa resolver seu problema rapidamente sem criar maiores estresses pra você pelo choro contínuo e desesperado do seu filho. Resolver o problema rápido alivia muito.

– Deixe a casa pra depois

Eu sei que você se incomoda com a bagunça da casa. Mas você e seu filho são mais importantes do que uma roupa pra estender na corda.

Eu sei que as visitas vão chegar e a casa vai estar desarrumada e suja, com uma montanha de louça pra lavar. Mas se eles estiverem te visitando tão perto do nascimento do bebê, é porque são íntimos. E se são íntimos não vão se importar com a bagunça. E se estiverem se importando, eles que peguem a vassoura!

– Durma junto com ele

Nada de ir pra internet quando o bebê dormir, ou inventar de fazer qualquer outra coisa. Quando seu filho dormir, durma também. Esqueça o resto.

– Desligue os celulares e tire o telefone do gancho quando for dormir

É comum que alguém ligue pra saber notícias suas e do bebê. E é comum que ligue bem na hora que você pegou no sono! Então, avise aos íntimos que quando você for dormir, os telefones estarão inativos. Quando você acordar, você liga e dá as notícias. Se alguém reclamar, fale que antigamente nem telefone tinha pra saber notícias e ninguém morria por ficar 1 dia sem saber as novidades. E ponto final.

– Não deixe criar uma bola de neve

O corpo precisa de descanso pra produzir leite. Se você não descansa direito, seu corpo não produz tudo que poderia produzir. Pode ser que aí comece a fase que o bebê não mame tudo que precisa. Consequentemente, ele vai abrir o berreiro mais vezes pra mamar, e cada dia a situação vai se agravar mais. Então, ponha em mente que o sono é necessário e faça de tudo pra mantê-lo o mais em dia possível.

Além disso, o corpo precisa de alimento e água pra você se sentir bem e pra produzir leite. O leite do bebê não vai ficar fraco se você não comer, mas você vai. E se você não beber água, não tem água pra produzir leite (você também pode ter uma infecção urinária – eu tive! ui!). Então, se você quiser produzir uma boa quantidade de leite pra ele ficar com a barriga cheia (e de quebra não quiser se sentir mais cansada do que está), beba bastante água e tenha uma dieta balanceada.

Sua barriga cheia (de comidas saudáveis) = mais disposição
Barriga do bebê cheia = mais horas de sono

– Peça ajuda

Você não é a mulher maravilha. Nem eu. Nem ninguém. Principalmente para aquelas mulheres que fizeram cesárea, que além de estarem com o bebê recém-nascido, ainda estão se recuperando de uma cirurgia, não tem como fazer muita coisa. Existem coisas inevitáveis pra serem feitas dentro de casa que você não poderá fazer. Não tem jeito, alguém tem que te ajudar. Você não pode ir no mercado, nem fazer comida, nem ir pro tanque esfregar roupa de neném. É nessas horas que o marido entra em ação, ou a mãe, a sogra, ou a madrinha do seu filho. Não tenha vergonha em pedir ajuda, você precisa de um tempo pra descansar.

Realmente se alguém tivesse me dado esses conselhos eu teria sido uma mãe bem mais descansada e menos estressada. Com certeza no próximo filho eu vou fazer todos esses itens! 😉

  • Blog da Mariana Cruz » GMPV #Bônus – Comece a sonhar

    Em 29.05.2014

    […] Como driblar a SUA falta de sono nos primeiros meses com seu bebê – Dicas pra você não pirar nos primeiros meses, e dormir um pouco melhor. Cuidando dos olhinhos do seu bebê – Dicas para cuidar dos olhinhos do seu RN. Reflexologia nos bebês Tipos de choro de neném – Um vídeo pra você entender o que seu bebê quer através dos tipos de choro. A tão esperada: HORA DE DORMIR! – Um plano estratégico pro seu filho entender o que é dia, o que é noite, e quando ele tem que dormir. […]