Como montar um prato balanceado (rápido e fácil)

Em 30.06.2014   Arquivado em Vida Saudável

Ultimamente tem-se falado muito sobre saúde e inclusive sobre fazer refeições balanceadas. Mas afinal: como posso fazer isso?

Todos os dias precisamos ingerir certa quantidade de carboidratos, proteínas, lipídios, fibras, vitaminas e sais minerais, para que nossos órgãos possam funcionar corretamente, exercendo bem as suas funções.

Dentre os alimentos temos, os:
Construtores: carnes, aves, pescados, leite, ovos e leguminosas;
Energéticos: cereais, massas, doces, óleos, gorduras;
Restauradores: frutas e hortaliças.

Um prato ou uma refeição balanceada é aquela que proporciona quantidades adequadas desses nutrientes.

Uma dieta em que faltam nutrientes pode levar a diversos problemas de saúde, desde cansaço e perda de energia à sérios problemas envolvendo a função de órgãos vitais e até a falta de crescimento e desenvolvimento.

É importante que principalmente nas grandes refeições (almoço / jantar) escolhamos bem o que vai compor o nosso prato!

É necessário que haja variedade de alimentos, dos diversos grupos e em quantidades adequadas, para não ingerirmos mais energia diária, que o necessário.

A variedade é importante para que se assegure que estamos ingerindo diversos nutrientes, vitaminas e minerais, variados, em uma mesma refeição. Por isso quanto mais colorido melhor!

Sugestão de como compor basicamente o seu prato

1 hortaliça crua: folhosos (como alface, rúcula, acelga, chicória, agrião), tomate, pepino, etc;
1 hortaliça cozida: cenoura, chuchu, beterraba, espinafre, abóbora, etc;
1 cereal: arroz, massa, etc OU 1 vegetal do tipo C (que são ricos em carboidratos): batata, mandioca, etc;
1 leguminosa: feijão, ervilha, grão de bico, soja, etc;
1 carne: ave, peixe, carne, etc;
1 fruta: maçã, banana, pêra, etc.

Dicas

Dê preferência para carnes magras, com pouca gordura, como aves sem pele, peixes e carnes magras em geral (cortes: lagarto, filé mignon, patinho, alcatra, maminha de alcatra, etc);
Ao menos uma vez na semana substitua as carnes por vísceras, pois são ricas em ferro, prevenindo a anemia;
Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carnes com gordura aparente, embutidos (salsicha, linguiça, salame, presunto, mortadela), queijos amarelos e frituras para, no máximo, uma vez por semana;
Evite alimentos industrializados, pois além de possuírem muitos conservantes, são ricos em sódio. Aposte nos variados temperos naturais (como salsinha, cebolinha, coentro, alho poró, alho, cebola, cominho, tomilho, orégano, alecrim, açafrão, curry, entre tantos outros) que preservam a saúde, realçam e agregam à preparação sabores especiais;
Aposte nos grãos integrais, como o arroz integral, que é rico em fibras e minerais;
Varie o tipo de frutas, legumes e verduras consumidos durante a semana;
Compre os alimentos da época (estação) e esteja atento para a qualidade e o estado de conservação deles;
Aposte em cozinhar os legumes no vapor, para preservar as vitaminas que seriam perdidas quando cozidos em água;
Utilize alimentos frescos;
Alimentos fritos, doces, embutidos… nada disso é proibido! Só não permita que eles se tornem parte da sua rotina!
Quando a refeição é preparada / consumida em casa se torna mais fácil ter hábitos mais saudáveis e equilibrados. Mas se a rotina diária permitir apenas refeições na rua ou em seu local de trabalho, não se esqueça de fazer as melhores escolhas!

Seu corpo agradece!

Fontes de Consulta:
Guia Alimentar – Como ter uma alimentação saudável (Ministério da Saúde)
Google Imagens – Caso você seja o autor de alguma das imagens desse post, por favor, entre em contato, para que possamos dar os devidos créditos.

  • Angélica

    Em 30.06.2014

    Oie,
    Adorei as dicas… Estou nessa fase de tentar me alimentar corretamente, confesso que está sendo muito dificil. Mas, aos poucos vou conseguindo me adaptar.
    Beijos

    [Reply]

    Isabela Garro Reply:

    Obrigada!
    Parabéns pela decisão, Angélica! Realmente não é fácil, mas vale a pena! E aos pouquinhos você chega lá!
    Beijinhos.

    [Reply]

  • Adriana Monteiro

    Em 30.06.2014

    Gostei das dicas, também sou estudante de Nutrição e olha, confesso que melhorei muito minha alimentação depois que entrei no curso…e tento melhorar o do pessoal aqui de casa também, mas mudanças às vezes são difíceis de serem feitas…
    Adorei o post, bjos!

    [Reply]

    Isabela Garro Reply:

    Então temos algo em comum, Adriana. E eu também tento mudar uma coisinha aqui e outra ali, lá em casa Mas como dizem “Santo de casa não faz milagre”, rs, então é difícil mesmo. Só não pode desistir!
    Beijinhos

    [Reply]

  • Re Vitrola

    Em 30.06.2014

    Eu só tenho que dizer que: este post deu fome. Aff! hahahahhaa

    Aqui em casa eu tento entrar num equil´brio, mas olha… é complicado. Não é sempre, mas digamos, mais do que deveríamos, rs.

    Um beijo!
    Re

    [Reply]