Entrevista com Simone Paulino do blog “A Escritora”

Em 18.12.2014   Arquivado em Vida Conectada

Oi oi gente! A Simone é uma blogueira que eu conheço há muitos anos, e é um prazer muito grande trazer um post pra vocês entrevistando ela. Mas antes da entrevista propriamente dita, vamos ao currículo!! 😛

Simone Paulino
Formada pela Unigranrio em Português / Literaturas;
Pós graduação lato sensu em Literatura infantil e juvenil pela Unigranrio;
Mestrado em teoria da literatura e literatura comparada pela Uerj;
Blogueira do “A Escritora” desde 2002.

Como começou o blog? Eu quero dizer… Por que ele surgiu? Qual era o seu objetivo?

Simone: O objetivo sempre foi escrever. Sempre tive paixão pela escrita e quando, aos 16 anos, publiquei minha primeira poesia em um concurso literário, imaginei que talvez fosse legal divulgar meus textos. O blog, porém, perdeu seu objetivo principal e se tornou um ambiente de confissões e um lugar para fazer novos amigos vencendo a minha timidez patológica.

Você é feliz com o blog ou gostaria de mudar alguma coisa? Tem metas para o blog?

Simone: O blog é uma parte essencial de mim. Pensei em acabar muitas vezes com ele, mas percebi que não era possível. Hoje vejo o blog como um espaço pessoal e não tenho metas para ele, apenas penso em mantê-lo sempre como um reflexo de quem eu sou.

Você é formada em Letras. Você dá aula? Se sente realizada com o trabalho (e com a situação dos professores desse país)?

Simone: Sim, eu leciono atualmente. Estou no magistério faz uns quatro anos. No ano passado comecei na rede pública, no município do Rio de Janeiro. Senti muita diferença quando sai da rede particular para a rede pública. Acredito, entretanto, que Deus tem um objetivo para tudo e vejo que na rede pública posso fazer uma diferença muito maior. Esse ano, por exemplo, senti-me muito feliz ao saber que muitas alunas do nono ano, para o qual dei aula esse ano, decidiram fazer normal e me apontaram como responsável. Uma inclusive veio me perguntar sobre a faculdade de letras.
Quanto a satisfação com a profissão, eu me sinto satisfeita em alguns momentos, mas em outros é muito triste ver a desvalorização do profissional de educação. Existe uma falta de respeito muito grande e um sistema que esmaga a autonomia pedagogica, na rede pública da cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, não somos livres para escolher o conteúdo que queremos dar aos nossos alunos. Complicado… e muita coisa precisa mudar, a insatisfação da categoria é gritante, basta vermos as greves.
Ainda sim eu acredito que a educação pode transformar as pessoas e as pessoas podem transformar o mundo.

Ouvi dizer que você é especialista em literatura infanto-juvenil! Rsrsrs… Conta pra mim como começou essa paixão…

Simone: Minha paixão começou por causa de uma autora: Marina Colasanti. Desde pequena leio a obra dela, mas meu estalo veio mesmo quando li “A moça tecelã”. Aliás, a Marina ganhou o prêmio Jabuti esse ano. Colasanti escreve contos de fadas maravilhosos e foi por adorar essa escritora e achá-la maravilhosa que decidi estudar mais a poética dela e a estrutura dos contos de fadas. A literatura infanto juvenil foi o espaço que consegui para estudar mais sobre isso e comecei a me apronfundar também nos estudos sobre contos de fadas.

Você publicou seu primeiro livro agora. Como foi a experiência de escrever um livro? Eu sempre ouço dizer que escrever um livro é como parir um filho, só que demora muito mais tempo! Rsrsrs…

Simone: Eu sempre sonhei em publicar um livro. Na verdade, eu já havia desistido da ideia. Eu escrevia textos soltos, mas não tinha coragem de publicá-los. No começo do ano, em janeiro, fiz uma oficina de escrita criativa, na faculdade em que me graduei. A professora da oficina, Solimar Silva, que foi minha professora na graduação e é escritora, ao ler meus textos começou a “botar pilha” para que eu publicasse. Sabe aquele sonho que estava adormecido? Pois é, ele acordou! Passei 2014 juntando textos que eu havia escrito e produzindo alguns novos. Foi por recolher vários textos que “batizei” o livro de Poemas Colhidos.
Depois dos textos separados, eu comecei a busca por uma editora. A maior parte cobra para publicarem seu livro e eu estava disposta a pagar (parcelado em muitas vezes!). Os valores, em geral não ficavam abaixo de R$ 2000,00 e isso assusta um pouco. Mas não desisti! Foi então que a Autografia Editora entrou em contato comigo, após ler meu original, e toparam me publicar sem que fosse preciso eu pagar algo.
Essa obra é meu primeiro filho e demorou quase nove meses para ficar pronta rs. Mas acho que não conseguiria ficar mais de um ano escrevendo um livro, por isso não levo o menor jeito para romancista.

Você pretende publicar outros livros? Livros pro público infantil?

Simone: Já estou com três planejados e não só poesia, mas planejo publicar uma rapsódia inclusive. Será que compram minha ideia?
Quanto a ser algo voltado para o público infanto-juvenil, acho que pela minha formação, acabo sempre escrevendo voltada um pouco mais para esse público, mas acredito que, se a literatura é boa, ela pode ser degustada por todas as idades.

Quais os conselhos você dá pra alguém que está engatinhando em Letras, quer ser escritora, quer ser blogueira?

Simone: Para quem está começando em Letras, o meu conselho é direcionado aos que fazem literatura. Essa área é filosofia, é preciso pensar, criticar, mas também sentir. É preciso sensibilidade.
Claro que a maior parte dos que hoje fazem Letras vão para o magistério e a dica que dou para essa fase só pode ser concretizada se houver a capacidade de pensar, criticar e sentir, pois é isso que ensinamos aos nossos alunos através da literatura.
Aos que desejam ser escritores, meu conselho é não desistam, mas também não esperem ficar ricos. Artes no Brasil não é algo lucrativo, mas a gratificação pessoal em ver as pessoas consumindo sua produção artística é algo que não tem preço.
Acredito que para novas blogueiras eu dou uma dica valiosa, que demorei para aprender, muitas vezes estaremos escrevendo para nós mesmos e em geral vai valer mais as amizades feitas que a quantidade de acessos no site.

Quer deixar um último recadinho?

Simone: Agradeço muito à Mariana pela entrevista e pela oportunidade de falar um pouco sobre o meu trabalho. =)

  • Si

    Em 18.12.2014

    Mari, obrigada pela oportunidade. Adorei dar essa entrevista!
    Bjs e carinhos, fica com Deus! ??

    [Reply]

    Mariana Reply:

    <3

    [Reply]

  • Camila Faria

    Em 18.12.2014

    Que bacana a entrevista, e mais bacana ainda ela ter lançado um livro! Isso é maravilhoso, né? Vou já conhecer o blog da Simone!

    [Reply]

    Mariana Reply:

    Vai sim, ela é um amor :3

    [Reply]