Gravidez: A escolha da Obstetra!

Em 28.03.2013   Arquivado em Maternidade

Quando finalmente você vê o positivo no teste de farmácia ou no teste de sangue, você pula, grita, chora, conta pra todo mundo.
E quando a adrenalina passa e você volta ao normal, a primeira coisa que pensa é: preciso de um médico que acompanhe a mim e ao bebê e que seja de confiança pra eu fazer o parto.

Devo confessar que na primeira gravidez eu sonhei alto! E errei feio. Vou listar os erros que eu cometi:
Só comecei a pensar na obstetra depois que estava grávida;
Escolhi uma obstetra porque uma amiga minha disse que ela era ótima ginecologista;
Fantasiei que queria um parto natural, depois queria dentro d’água, sonhei com todos os tipos de parto, menos o que eu precisei ter: cesárea;
Não me adaptei á médica e demorei pra tomar coragem pra procurar outra. Quando comecei a procurar, fiquei pulando de galho em galho, e quando precisei não tinha ninguém.

Agora vamos às considerações dos meus erros:

– Só comecei a pensar na obstetra depois que estava grávida

O ideal é você planejar uma gravidez, achar uma obstetra de confiança, começar a ser acompanhada por ela, expor seus sentimentos e juntas se prepararem pra gravidez. Só depois de ser liberada por ela pra tentar engravidar é que você começa. Assim você tem certeza de que você está com saúda pra receber a criança, e tem certeza que existe uma médica ciente da sua condição de saúde e que mesmo assim aceitou acompanhar você.

– Escolhi uma obstetra porque uma amiga minha disse que ela era ótima ginecologista

Esse é um dos piores erros. Existe uma grande diferença entre ginecologista e obstetra. Uma ginecologista nem sempre é uma obstetra. Uma ginecologista boa não significa que é uma obstetra boa. Se sua amiga a ama como gineco, ok. Mas você precisa de uma indicação de uma médica OBSTETRA, ou seja, que tenha conhecimento pra acompanhar sua gestação e fazer seu parto.

– Fantasiei que queria um parto natural, depois queria dentro d’água, sonhei com todos os tipos de parto, menos o que eu precisei ter: cesárea

Na primeira gravidez, você sonha, né? É tudo novo, você quer o melhor pra si e pro seu filho, lê todos os blogs, sites e livros que vê pela frente. Não quero dizer que sou a favor da cesárea em 100% dos casos, mas alguns casos exigem a cirurgia, como foi no meu caso.
Sinceramente hoje eu vejo que existe uma diferença muito grande em se informar das possibilidades de trazer uma criança ao mundo e querer trazer as possibilidades pra sua vida. Eu sonhei em fazer um parto natural (parto normal sem anestesia e sem episiotomia) com acompanhamento de doula (tipo uma psicóloga de grávida). Escolhi uma boa gineco pra realizar meu sonho, que não era boa obstetra, e quando falei pra ela dos meus objetivos, ela falou que só fazia cesariana (ou seja, pra ela 100% dos casos), e doula nem pensar. É preciso saber que SE você realmente quer um parto diferenciado, já precisa antes de engravidar achar um obstetra que se submeta a isso e que dê um aval pra você engravidar sabendo que seu parto não será normal em hospital ou cesariana em hospital.

– Não me adaptei á médica e demorei pra tomar coragem pra procurar outra. Quando comecei a procurar, fiquei pulando de galho em galho, e quando precisei não tinha ninguém

Na hora H, quando a gravidez começa, é que a gente sente na pele se a obstetra é boa. A hora de mudar é no começo, no primeiro trimestre. Quando você não se dá bem com a obstetra, é um não se dar bem das 2 partes, ou seja, nem você se sente amparada, nem ela te ampara como deveria. Mudar de médico no meio da gestação requer ações rápidas e imediatas, porque vai ser difícil achar algum médico que queria te acompanhar do meio da gravidez pro final, porque o risco de acontecer alguma coisa errada é grande. Então, se você não se deu bem com sua obstetra, peça uma indicação, vá a uma consulta e sonde se vale a pena trocar. mas faça isso logo, pra voc~es não ficarem desamparados.

É isso pessoal. Espero que tenha ajudado as mamães de primeira viagem e as tentantes! :) Beijos e até a próxima.

  • Mari

    Em 28.03.2013

    Mães de primeira viagem cometem alguns erros mesmo. E hoje você tem a experiência e a maturidade necessárias para ter uma gestação tranquila.
    Boas dicas. No futuro, vou reler. rsrs
    Beijos

    [Reply]

    Mariana Cruz Reply:

    com certeza… mamães de primeira viagem viajam mesmo rsrsrsrsrs
    hoje tenho mais experiência e acho que estou bem assistida tb :)
    bjos

    [Reply]