Butterfly Soul
Rascunho Literário
Guia para Mamãe de Primeira Viagem
BS no Youtube

Guia completo de alimentação para mamães que amamentam!

Oi meninas! :)

Esse mês nosso post é para você mamãe que está amamentando, e quer oferecer um leite de qualidade para o seu filho e manter sua saúde em dia!

Muitas mamães já sabem mas é sempre bom recordar: o aleitamento materno traz diversos benefícios para o seu bebê! Estudos comprovam que ele reduz a mortalidade infantil, fortalece a imunidade prevenindo alergias respiratórias e gástricas e infecções (como pneumonia), mantém o crescimento e desenvolvimento normais, melhora o processo digestivo no sistema gastro-intestinal, favorece o vínculo mãe-filho e facilita o desenvolvimento emocional, cognitivo e do sistema nervoso. Também beneficia a mãe prevenindo o câncer de mama e reduz o sangramento uterino pós-parto!

O leite materno é a primeira e principal fonte de nutrição dos recém-nascidos até que se tornem aptos a comer e digerir os alimentos sólidos. Ele é tão completo, que supre todas as necessidades do bebê, não havendo necessidade de fazer ingestão de nenhum outro alimento, nem mesmo de água (durante os primeiros 6 meses de vida, SE o bebê se alimentar EXCLUSIVAMENTE de leite materno).

O leite de vaca natural ou em pó, outros tipos de leite e outros alimentos não substituem o leite materno, além disso, sua utilização pode trazer riscos para o bebê! No entanto, existem casos em que o aleitamento materno exclusivo não é possível e é necessário fazer uso de fórmulas infantis, que no momento, são preparadas para tentar suprir ao máximo as necessidades do bebê. Mas elas não suprem 100% como o leite materno. Então, sendo possível amamentar, faça (com amor)!

O leite materno é composto por mais de 200 substâncias diferentes, dentre elas carboidrato, proteína, gorduras, água, vitaminas, fatores de desenvolvimento e proteção como anticorpos, leucócitos (glóbulos brancos), macrófago, neutrófilos, entre outros. Sua composição muda conforme o bebê vai crescendo e se desenvolvendo e quando ele fica doente o leite se modifica para suprir suas necessidades! Não é fantástico?!

Nesse período de lactação, não existe uma lista extensa de alimentos que devem ou não ser ingeridos. Mas o importante é que se tenha uma boa alimentação! O corpo precisa de mais energia para a produção do leite e mais nutrientes também, já que haverá uma competição dos que serão utilizados pelo seu corpo (por você) e os que irão para o seu bebê através do leite.

Para ter uma boa alimentação nessa fase é importante:

Ter uma boa ingestão de água (é a água que produz o leite);
Realizar refeições balanceadas;
Consumir bastante frutas, legumes e verduras;
Dar preferência aos alimentos integrais, que são ricos em fibras;
Comer de 3h em 3h, não fazendo longos intervalos entre as refeições.

E evitar:

O consumo de qualquer tipo de bebida alcoólica e também o café, entre outras bebidas estimulantes (as substâncias dessas bebidas, como cafeína e álcool, entram na corrente sanguínea e são passadas da mãe para o bebê, através do leite);
O consumo de alimentos que a mãe ou pai sejam alérgicos (o leite de vaca, por exemplo) e observar as reações do bebê, pois estes podem causar nele alguma irritação.

Após a gestação, há uma grande pressão da mídia e até mesmo de pessoas de sua convivência para que você elimine o peso que ganhou neste período. Com isso, dietas da moda, dietas muito restritivas acabam sendo realizadas e sem nenhum acompanhamento. Cuidado! Porque assim como na gestação, o período de lactação, também não é uma boa ocasião para fazer dietas severas, a fim de perder peso. Porque diminuindo o consumo de alimentos, você pode estar ingerindo pouca quantidade de nutrientes necessários para você e para o bebê! É bom contar sempre com a ajuda e acompanhamento de um profissional, nesse caso, um bom nutricionista!

Fontes de Consulta:
http://www.unifra.br/eventos/sepe2012/Trabalhos/6644.pdf
SILVA, Roberta Claro da et al . Composição centesimal do leite humano e caracterização das propriedades físico-químicas de sua gordura. Quím. Nova, São Paulo, v.30, n.7, 2007.
As imagens utilizadas são do Google Imagens.

As coreografias do Daniel Saboya
5 coisinhas que estão me ajudando na reeducação alimentar
Diário de uma iniciante na academia #02 – O dia que eu malhei 6h da manhã