{Livro} As letras do amor – Paula Ottoni

Em 20.09.2016   Arquivado em Livros

Ficha Técnica

Título: As letras do amor: Ela foi mais longe para descobrir o amor tão perto
Autor: Paula Ottoni
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-81638430
Páginas: 224
Categoria: Romance

Sinopse: “Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos.

A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo.

O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.

Perdida em conflitos amorosos e angustiada por não saber o que será de sua vida ao fim daqueles seis meses, Bianca passa por uma série de situações de crescimento pessoal que vão testá-la e ajudá-la a descobrir o que fazer com o futuro, que vem chegando depressa demais.”


Minha classificação:

Minha opinião: Quero começar falando uma coisa pra vocês: eu já li muitos livros na vida, e algumas vezes os livros perdem um pouco a graça pra mim porque eu descubro os finais logo de cara. Não foi o caso com esse. Eu fiquei sem saber como ele terminaria até ela realmente revelar o que iria acontecer!!! Então, vamos começar dando crédito pro livro… Rs…

Tendo dito isso, vamos fazer o curso normal das minhas observações. A capa do livro é linda, realmente o pessoal responsável por isso na Novo Conceito é fera. E a capa é a embalagem, não é? E eles acertam sempre. A Paula Ottoni é novinha, era primeiro livro que eu estava lendo dela, então não sabia muito o que esperar. Mas ela tem talento. É claro que com o tempo passando a escrita vai amadurecendo e os temas vão se modificando também, mas ela realmente tem talento pra coisa.

A narrativa do livro é em primeira pessoa. Isso ajuda muito a criar todo o mistério, porque ao contrário de um narrador que está de fora da história e você vê por vários ângulos, quando você narra em primeira pessoa você só tem a visão daquela personagem. Então sinceramente eu morria de curiosidade pra saber o que se passava com as outras pessoas quando não estavam perto de Bianca, a protagonista e narradora.

Como protagonista, o livro conta a história de Bianca, que largou a faculdade porque não gostava do curso e está com a vida toda de cabeça pra baixo. Sem faculdade, sem carreira, os pais se separando e brigando o dia inteiro e com dois irmãos mais novos barulhentos, ela não sabe muito o que fazer da vida. Ela tem uma melhor amiga Mari (aiiii… nunca vejo meu nome em livros, então fiquei feliz :) ) que é doidinha mas gosta muito dela e ela pode sempre contar. No meio desse caos, Mari é um refúgio pra ela. E Miguel, seu namorado, também. Acontece que Miguel está indo pra Itália abrir uma filial da empresa dos pais e ele quer provar que está crescendo e que é adulto de verdade, que o pai pode confiar nele. Miguel convida Bianca pra ir pra Itália com ele, e ela aceita.

Lá na Itália, em Roma, os dois vão morar na casa de Enzo, um dos melhores amigos de Miguel. Enquanto Miguel está trabalhando, ele espera que Bianca seja sua bonequinha de porcelana que fica esperando o namorado chegar em casa com a comida pronta. Mas ela não tem essa visão. Bianca entra num curso de italiano para aprender a falar a língua e logo arruma um empego temporário pra poder fazer uma graninha pra ajudar nas despesas. Aí começa a treta: Miguel trabalha muito, quase não está em casa, enquanto Enzo sempre está fazendo companhia pra Bianca; Miguel dá uns surtos e sai de noite, bebe todas e chega em casa de manhã podre de bêbado, Enzo por sua vez fica jogando videogame com Bianca e a leva pra passear e fazer trabalho voluntário no hospital. Todo o cenário fica favorável pra que Enzo e Bianca se apaixonem, e aí começa o triângulo amoroso do livro.

Uma crítica apenas: o título e subtítulo do livro. Simplesmente porque eu não vejo ligação com a história nem com o que acontece. Não posso opinar mais fortemente a respeito porque não quero dar spoiler, mas realmente não concordei. Rs…

Tirando isso, e algumas partes que eu achei desnecessárias e poderiam ter sido cortadas sem causar muita diferença, o livro tem uma trama bem feita, é tipo Bella e Edward em Crepúsculo, que você nunca sabe com quem a Bella vai ficar.


Alguns trechos do livro:

“Miguel foi a minha primeira escolha, e talvez minha vida pudesse ser uma pilha de erros que surgiram dela. Ou eu poderia escolher o caminho alternativo, Enzo, e enfrentar as dificuldades.”

“Seus lábios estão sorrindo. Não sei por que, mas algo em meu modo de agir e falar sempre o faz mostrar esse sorriso.”

“Olhando para Enzo ali, quase chego à conclusão de que estou apaixonada. Isso me apavora.”

  • Daniela Abreu Leal

    Em 20.09.2016

    Oi, adorei sua resenha! Concordo com muita coisa que vc disse, realmente não dava pra saber o que ia acontecer, só um adendo: o título tem a ver com o fato da trama ser em Roma. ou seja, ROMA tem todas “as letras do AMOR”, por isso achei genial a escolha, Rs Beijos! E passe pra ver minha resenha aqui no blog quando puder. 😉

    [Reply]

    Mariana Abramo Reply:

    sim, a foto tem a ver, mas o título e o subtítulo não 😉
    vou passar lá no seu blog <3
    bjos

    [Reply]