Butterfly Soul
Rascunho Literário
Guia para Mamãe de Primeira Viagem
BS no Youtube

Minhas ressalvas com a Peppa Pig

Minha realidade é: fazer tudo dentro de casa com Discovery Kids ao fundo (já falei aqui sobre isso). Antes do Rodrigo, era sempre fundo musical, mas agora eu escuto Peppa o dia inteiro, e praticamente sei as falas dos desenhos, e conheço todas as músicas.

Apesar de "já ter passado um pouco da idade", eu gosto bastante de desenho animado. Eu vejo desenho com o Rodrigo sem problemas, e acho que existem alguns que são bem interessantes e até gosto que ele veja. Mas o preferido dele (no Discovery Kids) é a Peppa Pig. Esse desenho parece que passa o dia todo. Entre um programa e outro, eles colocam um episódio da porquinha rosa.

Nas últimas semanas eu tenho me policiado pra prestar mais atenção no que acontece no desenho, e tenho ficado um pouco insatisfeita com algumas coisas:

#1 – Papai bobinhoooo

A figura do papai Pig é um porco gordo meio desajeitado, que faz um monte de coisa idiota (tipo um Hommer Pig). E sempre que ele faz alguma coisa sem noção, a Peppa e o irmãozinho George falam: "Papai bobinho!" ou algo similar. Isso me incomoda, porque eu nunca fui criada dizendo essas coisas pros meus pais, sempre aprendi a respeitar os mais velhos.

A coisa só piorou pra mim quando, conversando com uma amiga que tem 2 filhos (de 7 e 5 anos), descobri que os filhos dela ficam falando: "Papai bobinho, papai burrinho…" pro pai o tempo todo, e eles proibiram a Peppa em casa porque não estavam conseguindo controlar a falta de respeito dos filhos.


(Ver a partir do 2:00min)

#2 – A Peppa e o George mandam na Mamãe e no Papai Pig

Já notei mais de um episódio onde a Peppa fala pro pai: "Vai fazer agora!" E o pai idiota fala: "Está bem!" E vai lá e faz. É sério mesmo isso? Além de se deixarem chamar de bobinhos e outras coisas, ainda obedecem as pirraças dos filhos?


(Ver a partir do 1:10min)

#3 – Isso é impossível

A Peppa é uma derrotada. Se ela tenta, por exemplo, assobiar uma vez e não consegue, ela fala: "ISSO É IMPOSSÍVEL! NUNCA VOU CONSEGUIR FAZER ISSO!" Aí depois ela tenta passar esse mesmo sentimento pro George, que é o irmão mais novo. Normalmente ele tenta e consegue logo de primeira, aí a Peppa fica mais frustrada ainda. Nesse episódio ela ainda liga pra amiga e a amiga acha que não sabe assobiar. A Peppa então fica feliz pela amiga que não sabe, mas quando a amiga tenta e consegue de primeira, ela fica com tanta raiva que desliga o telefone na cara da amiga. Como ver esse tipo de cena me irrita! Que tipo de mensagem esse desenho está passando pro meu filho? Que tentar uma vez e não conseguir é o suficiente e então devemos sentar no sofá e nos lamentarmos por não termos conseguido? Ou ficar se comparando com outros que conseguiram e se menosprezar mais ainda?

#4 – A paciência da Mamãe Pig nunca se esgota

Mas o pior pra mim é esse: a paciência da mamãe Pig nunca se esgota. Ela nunca fica com raiva e dá um ataque porque está na TPM. Ela nunca sai com as amigas e deixa o Papai Pig cuidando dos filhos. A mamãe Pig é o estereótipo de mamãe perfeita. Ela fala 1 vez com os filhos e eles logo entendem e falam: "Sim, mamãe!" E O-B-E-D-E-C-E-M. É muita crueldade comigo competir com a mamãe Pig! Eu preciso de 10 minutos pra fazer cocô e deixo meu filho chorando no cercado pra isso. Eu tenho TPM e dou uns berros aqui em casa e depois choro de arrependimento. Eu sou uma fraude de mãe por causa disso? Claro que não! Eu sou uma mãe normal, a anormal é a mamae Pig.

Nesse episódio que eu coloquei aqui pra vocês, a mamãe Pig está trabalhando no computador, os filhos chegam até ela e pedem pra ficarem no colo enquanto ela trabalha. Ela deixa. Aí já começa a cena impossível, porque ninguém real consegue ficar com os filhos no colo e trabalhando, por isso, mãe nenhuma deixa o filho ficar no colo quando está atarefada. Aí a Peppa e o George mexem e quebram o computador, e nem assim a paciência da mamãe Pig se esgota. Nessa hora ele pede pro Papai Pig consertar enquanto ela vai fazer o almoço, ~já que~ o computador quebrou e ela não pode mais trabalhar. É sério isso? Se meu filho quebra meu computador realmente ei não vou feliz da vida fazer o almoço, ~já que~ não posso trabalhar. Haja saco pra esse desenho, viu?

Não sei se talvez seja implicância demais da minha parte com um desenho animado "inocente" (até porque eu cresci vendo o Seu Madruga beliscando todas as crianças da vila, o Pica-Pau dando "volta" em todo mundo e a porrada comendo solta em Tom e Jerry) mas eu estou com uma implicância forte com essa tal de Peppa.

Princípios montessorianos para a educação do seu filho
Sobre a formação de leitores no Brasil
Quando meu filho vai parar de babar?

11 comentários
  • Nay Bianchi

    Hahahahahah!!! Estou rindo mtooo!!! Sabe pq? Vc tem razão! Aonde já se viu as crianças chamarem o papai de bobinho, se eu tratasse meu pai assim ele ficaria mtooo bravo!!!e
    Eu nunca assisti, mas confesso que já não gostei!
    É mto bom esse tipo de post, pq nos faz refletir sobre coisas que parecem bobas mas faz toda diferença!
    Parabéns!

    Do Bem | http://dobem8.blogspot.com.br
    Bjooos!

    [Reply]

    Mariana Reply:

    😉

    [Reply]

    Responder
  • Tamirez

    Mari, eu particularmente nunca assisti a Peppa Pig, mas ouço muita gente falando do quanto ela pode não ser assim tão bacana, como nesses pontos que tu citou. Mas é aquela história, se analisarmos os desenhos, muito poucos são politicamente corretos como deveriam ser e acabam, de forma aleatória, passando algumas mensagens que não são tão boas assim.

    Eu fico vendo todas essas coisas e pensando o quanto é complicado, cada vez mais, nos dias atuais educar um filho de forma correta :/

    Beijoos

    [Reply]

    Mariana Reply:

    pois eeeeh, concordo… até pq como eu falei no post, eu cresci vendo pica-pau, tom e jerry… e tô aqui, nem matei ninguém hauhauahauhauahuah 😉
    mas qd a gente se vê como mãe e educadora, pesa muito… bjos

    [Reply]

    Responder
  • Gabi

    Concordo e ao mesmo tempo não concordo contigo. Nunca assisti nada da Peppa até porque não é o tipo de desenho que eu gosto, mas fiquei impressionada com os teus comentários sobre. Achei bem forte mesmo essas cenas e situações. Mas por outro lado, como tu mesma disse, nós crescemos assistindo outros tantos desenhos com situações parecidas. Acho que temos uma implicância maior com os desenhos atuais pois temos a capacidade de discernir o que está acontecendo, coisa que uma criança não consegue – claro que nem por isso os filhos podem chamar o pai de bobinho e burro, né.
    Interessante colocações as tuas! :)

    [Reply]

    Mariana Reply:

    pois é, nós crescemos assistindo essas coisas… pra mim era super normal o tom e o jerry tentando se matar huahauhauah… mas como mãe pesa muito, né? não quero meu filho desrespeitando a mim ou ao pai dele porque aprendeu isso no desenho…

    [Reply]

    Responder
  • Simone Aline

    Sabe Mari… eu acho um posicionamento "estranho". Não acho que as mães devam liberar tudo, pq a gente pra educar, tem sim que saber o que nossos filhos estão assistindo. Mas também sou da geração desses desenhos (que ainda hoje me arrancam boas risadas). A diferença é que hoje eu percebo a "maldade"neles. kkkkkk O que as crianças só vão perceber quando adultas. Acho que hoje os pais encaram a infância com seriedade, e aí está o erro. Acho errado quem diz que a criança faz em casa aquilo que vê nos desenhos. Se faz, sinto dizer, é falta de educação por parte dos pais! :/ Essa é a verdade, infelizmente! (E que a maioria dos pais insistem em dizer que não). Ah sim, as crianças estão cada vez mais espertas. Mas ainda assim, a infância continua sendo a fase da inocência. E quem deve impor o limite do "desenho" e da "vida real" (em matéria de certo e errado, do que pode ou não pode) são os pais! Na nossa época, a maioria das mães fazia isso. Hoje, infelizmente, a maioria das mães acha que a educação vem da televisão e do computador. Colocar a culpa nos outros é sempre mais fácil, sabe? Sei lá… não veja desenhos com olhos de adulto. Veja com os olhos de uma criança. Afinal, é como vc mesma disse: cansamos de ver o cenas de "tortura", víamos um personagem sacaneando o outro e coisas desse tipo (normal até os dias de hoje), e nunca repetíamos isso. Se repetíssemos, era uma vez só, porque nossos pais nos educavam! he he he Se uma criança repete o que ouve no desenho, e sendo errado, os pais não repreenderem… ela vai repetir! 😉 Bem, é o que eu acho. Você pegou implicância porque a "maldade" do desenho já está na sua cabeça. Ah, adultos… rsrsrsrs Adorei o post! Super beijo!

    [Reply]

    Mariana Reply:

    Hahahaha… É verdade, a maldade está na cabeça dos adultos. Mas não sei.. Como eu falei com as outras meninas, qd a gente é mãe pesa muito. É muita responsabilidade criar um filho. Estou dividida, sabe? Eu sei q eu cresci vendo tom e Jerry e não saio por aí dando porrada em todo mundo… Mas sei lá, Si. Acho que como mãe TB preciso filtrar o q não está acrescentando nada na vida do meu filho. Bjinhus :)

    [Reply]

    Responder
  • Simone Aline

    Sim, precisa filtrar o que ele vê… mas desenhos são apenas para divertir, não se esqueça disso! Tom & Jerry, Pica Pau e etc nunca acrescentaram em nada também… kkkkkk Mas nos faziam dar risadas, traziam alegria. Apenas isso! A "cobrança" está sendo sua, de "protegê-lo" desse "mal" (que só os adultos veem nos desenhos)!!! ha ha ha Se ele sorri, é porque o tal desenho o deixa feliz. E se o deixa feliz, acrescenta à ele felicidade!!! 😉 Se ele mudar o comportamento por causa do desenho, aí sim é a hora da mamãe agir, educando-o e mostrando que o desenho é apenas desenho, e que em casa, não tem papai bobinho e nem mamãe perfeita!!! 😉 Você é uma mãezona Mari! te dizer mais uma coisa: os melhores exemplos que uma criança segue são aqueles que elas tem DENTRO de casa (não na tv!!!). Filhos são espelhos dos pais! ?

    [Reply]

    Mariana Reply:

    <3 <3

    [Reply]

    Responder