O príncipe e a raposa

Em 07.09.2015   Arquivado em Livros

E aí, borboletinhas? Curtindo muito o feriado?

Quem acompanha o blog sabe o quanto eu amo o livro do Pequeno Príncipe, e tenho pensado muito sobre ele. Tenho refletido muito algumas partes. Como é um livro de domínio público, não tem problema eu compartilhar um pedacinho aqui com vocês.

Aí vai a parte que eu mais gosto: o diálogo entre o príncipe e a raposa.

“-Se tu queres um amigo, cativa-me!
–Que é preciso fazer? – perguntou o pequeno príncipe.
–É preciso ser paciente – respondeu a raposa.
–Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas cada dia, te sentarás um pouco mais perto…
No dia seguinte o príncipe voltou.
–Teria sido melhor se voltasses à mesma hora – disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz! Quanto mais a hora for chegando, mais me sentirei feliz! Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar meu coração.”

Leia a resenha do livro aqui.

<3