Butterfly Soul
Rascunho Literário
Guia para Mamãe de Primeira Viagem
BS no Youtube

Por amor aos nossos corpos

Não é a primeira vez que eu fico tentada a escrever aqui sobre esse tema. Porque vivemos em um mundo tão cruel (e ouso dizer que no Brasil as coisas podem ser ainda mais críticas) que a gente está o tempo todo achando que não somos boas o suficiente.

A gente vê na TV, na revista, no Instagram e no Facebook o tempo todo uma porrada de mulher linda, sem celulite, sem estria, que acabou de ter filho e a barriga está mais sarada que a sua depois de 2 anos fazendo abdominal na academia dia sim, dia não. Isso tudo vai entrando meio que por osmose na nossa mente e a cada dia a gente vai achando que não é boa o suficiente. A gente faz uma porrada de dieta, fica malhando na academia desesperadamente, gasta todo o nosso dinheiro em uma porrada de tratamento estético, alisa o cabelo pra ficar igual a atriz X, coloca silicone pra parecer mais com a Y, faz uma lipo na cintura e coloca na bunda pra ficar mais parecida com a modelo Z. Isso tudo está chegando em um nível tão doentio que eu fico agoniada ao ver.

Sim, nossos corpos são lindos! Sim, somos lindas com nossas imperfeições e são elas que nos fazem especiais. De que adianta se matar pra tentar ser igual às outras? Somos lindas e especiais porque somos diferentes. Assim como nosso coração carrega as marcas e cicatrizes dos nossos relacionamentos, dos nossos amores e sofrimentos, o nosso corpo também é a estrada da nossa história. Cada estria conta uma história, as cicatrizes nos lembram alegrias ou dores. Devemos celebrar isso.

Se algum homem não te quiser por suas estrias e celulites, diga em voz alta: "Que bom que ele foi embora!". Sério mesmo. Tem homem que não aguenta ter uma mulher do lado, só bonecas infláveis. Deixa ele achar uma então.

Não estou dizendo que devemos deixar de nos cuidarmos, não é isso, né? Ser vaidosa é bom pra nossa autoestima, pra nossa alma. Se amar passa pelo processo de se cuidar. Mas também passa pelo processo de se aceitar como é, e não tentar o tempo todo ser algo que que você nunca poderá ser: outra pessoa.

Somos lindas porque somos nós. Somos lindas porque somos mulheres. Somos lindas porque somos guerreiras. Somos lindas porque nos amamos. Somos lindas porque nos aceitamos. Somos lindas porque somos únicas no mundo. E se você ouvir algo diferente disso, é mentira. 😉

PS.: Devo minha inspiração e as fotos desse post ao site "A Beautiful Body Project".

Metas para 2017
{Teatro} VeRo – Cia de dança Déborah Colker
Eu e minha mania de Hermione Granger

2 comentários
  • Miriam

    Ótimo post, Mari!
    Tudo o que você disse é muito sábio e ainda me fez lembrar de mais uma coisa: outro dia vi uma campanha (provavelmente da Dove, mas não tenho certeza) de como esta cobrança negativa que as mulheres se fazem e que vc menciona no seu texto prejudica a auto estima e de quebra o desenvolvimento de seus filhos. As meninas, em especial, acabam crescendo, em muitos casos se achando feias também, pois não se encaixam no modelo de magrinha-cabelo-liso-pele perfeita que suas mães perseguem.
    Se cuidar, sim! Com responsabilidade e buscando o bem-estar físico e mental :)

    [Reply]

    Mariana Reply:

    isso <3

    [Reply]

    Responder