A alegria de estar sozinha

Em 11.08.2016   Arquivado em Relacionamento

A gente cresce ouvindo músicas, vendo filmes e novelas sobre o amor. A gente acredita naquele amor romântico, onde o outro seja a metade da nossa laranja, a tampa da nossa privada, o sapato velho pro nosso pé cansado. A gente aprende, a todo momento na nossa vida, um conceito errado de amor. E por causa disso, acaba colocando em outra pessoa a culpa da nossa infelicidade.

A verdade é que ninguém é responsável por nós, ou deveria ter esse peso. Nós somos os únicos responsáveis por nos fazermos felizes. Sim, isso mesmo. A verdade é que esse é um peso muito grande pra outra pessoa carregar, quem quer que ela seja.

Estar sozinha é aprender a se amar, a se ouvir, a se conhecer.

Estar sozinha é aprender a se colocar em primeiro lugar pela primeira vez, e aprender a compreender quais são seus desejos e pra onde você quer ir, em vez de ir pra onde você acha que deve ir, por estar dando prioridade à outra pessoa.

Estar sozinha é apreciar e o silêncio, é aprender a se ninar e dormir feliz com isso.

Estar sozinha é se mimar quantas vezes por mês você quiser, assistir todos os seriados que você quer sem ninguém reclamar que não gosta de séries ou não quer fazer aquilo naquele momento, forçando você a abandonar sua vontade em prol de outra pessoa. Como sempre.

Estar sozinha é aprender que você se basta, e quando você não depende de ninguém, consegue estar livre pra amar alguém por suas qualidades, não por uma esperança de a pessoa ser o que você não é ou completar o que te falta. E assim a probabilidade de dar certo é muito maior.

Por um mundo com mais pessoas que se bastam e entram em relacionamentos para acrescentar, e não buscar uma completude imaginária.

7 fatos que demonstram que ele definitivamente NÃO está a fim de você + BÔNUS

Em 01.04.2016   Arquivado em Relacionamento

Parece bobeira mas não é. Muitas mulheres pensam que o homem não fez tal coisa por querer e relevam. Passam por cima. Continuam como se nada tivesse acontecido. Um conselho: não seja assim. Isso aprendi pra minha vida. O tom que você dá logo no começo do relacionamento, ou mesmo em um possível futuro relacionamento, é o tom que ele vai entender que vai levar por todo o tempo que estiver ao seu lado. Então desde o começo as coisas precisam ficar bem encaminhadas. Se não for assim, acho que nem precisa levar adiante (opinião minha).

Hoje eu listei aqui alguns sinais bem sutis (outros não) que demonstram que algo não vai bem, e que muito provavelmente ou ele não está a fim de você, ou não está tão a fim assim.

Dá uma olhada:

1- Se ele não mantém contato físico

Isso aprendi pra vida. Homens que têm interesse arrumam um jeito de ter um contato físico. Arrumam um jeito de tocar na sua mão, no seu ombro, na sua coxa. Eles fazem você andar na frente dele e tocam a parte baixa das suas costas. Se você está com calor eles ajeitam seu cabelo e assopram. Ok, nem todos assopram. Mas entende o que eu quero dizer? O homem que tem interesse está ávido por tocar você, por ficar perto. Eles conversam em tom baixo pra chegar mais perto, falam coisas no seu ouvido. Eles querem ficar o mais junto possível. Se a pessoa que você está interessada (ou tem um relacionamento) não faz isso, MUITO provavelmente não tem interesse em você, porque essas atitudes são involuntárias, são sinais corporais que todo ser humano faz mesmo sem perceber.

Em tempo, quero deixar aqui uma dica de série no Netflix: “Lie to me”.
Vai te ajudar bastante a compreender os sinais corporais involuntários das pessoas.

Outra dica, agora de livro: Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal, do Allan e Barbara Pease. Eu AMO os livros deles!!!

2- Se ele some por um tempo e depois volta como se nada tivesse acontecido

Sumir por um tempo não tem justificativa, a não ser que ele tenha sido atropelado e tenha ficado todo engessado no hospital, ou se a mãe estava no hospital. Tirando isso, mesmo que as coisas estejam muito difíceis, o horário muito apertado, pelo menos uma mensagem ele pode mandar, dizendo que está com saudade e que quando as coisas melhorarem ele vai compensar você pelo tempo que ficaram separados.

Não se iluda com essas coisas. Quando um homem some do mapa, ele quer sumir. Ele quer ficar longe de você. Ele quer dar um tempo de você. Ainda mais hoje com internet, celular, Whatsapp, Facebook, Snapchat e afins, todos estão conectados o tempo todo. Se ele não apareceu, gatinha, se liga, foi porque ele não quis.

3- Se ele desmarca com você e depois não liga pra remarcar

Acontecer um imprevisto e ter que desmarcar um date acontece. Acontece mesmo. E olha, muitas vezes o cara fica frustrado de ter que ligar pra fazer isso, ainda mais em cima da hora. Mas tem coisa que não dá pra controlar: um problema no trabalho, uma batida no carro, ou se o carro enguiçou. Sei lá. Muita coisa pode acontecer e isso é totalmente justificável, mesmo sendo super chato.

O que não rola é a pessoa desmarcar e não ligar pra remarcar. Ou quando ligar desmarcando já propor uma nova data. Se nenhuma das duas coisas aconteceu, nem se dê ao trabalho de pegar o telefone pra fazer isso. A probabilidade de você desligar o telefone se xingando e xingando o indivíduo mentalmente é bem grande.

4- Se você se doa muito mais do que ele

Um relacionamento precisa ser equilibrado. Na minha opinição pessoal, o cara precisa ser muito mais do que você, até. Se você sente que é sempre você que faz tudo, que planeja tudo, que corre atrás de tudo, das duas, uma: ou ele é um preguiçoso de plantão, e você não vai querer ficar assim pro resto da vida; ou ele realmente não está fazendo nada porque não tem o menor interesse em fazer qualquer coisa com você ou por você. Em qualquer uma das 2 situações, eu é que não fico perdendo o meu tempo. E você, vai ficar?

5- Se ele não sente entusiasmo ao seu lado

Uma coisa é fato: uma pessoa que gosta de passar um tempo com você tem entusiasmo com isso. Pensa na sua melhor amiga da escola, em como vocês ficavam ansiosas pra dormir na casa uma da outra e em como vocês queriam compartilhar tudo uma com a outra. É a mesma coisa. Entenda: não falo grude, um viver em função do outro. Somos adultos, casa um tem sua vida e seus compromissos. Mas seja namorando ou casado, se o cara parece catatônico do seu lado, isso não é bom sinal. Se ele gostasse de passar tempo com você, iria rapidinho te encontrar em todas as brechinhas que tivesse e pudesse, faria planos, surpresas. Se isso não rola, algo não está bem, não mesmo.

6- Se ele demonstra interesse por outra mulher

NÃO. ELE NÃO ESTÁ TENTANDO FAZER CIÚME EM VOCÊ. E se estiver, na boa, ele é um babaca. Um homem não deve fazer isso em hipótese nenhuma. Se fizer, não dê a chance de fazer uma segunda vez.

7- Se você sente que vai perdê-lo a qualquer momento

Tirando aquelas mulheres que são neuróticas ciumentas, porque essas não contam, de uma maneira geral, quando você tem essa sensação de que você vai perder a pessoa a qualquer momento, é porque vai.

Primeiro porque sexto sentido de mulher nunca falha.

Segundo porque homem quando ama, deixa a mulher saber disso, faz questão de deixar a mulher totalmente segura física e emocionalmente, porque ela é a pessoa mais precisoa que ele tem.

Sem mais.

Bônus: Se ele coloca outras coisas na frente

A verdade é uma só: o cara que quer ficar com você, ele fica. Não importa a mãe, o pai, a tia, o papagaio… Nada! Quando um cara quer uma mulher, ele faz acontecer. Se ele teve todas as oportunidades do mundo e mesmo assim não está fazendo acontecer, é porque ele não quer.

Sei que você pode ir lá e tomar a iniciativa, as mulheres sempre podem, e acreditem, eu sou das que toma a iniciativa. Mas em certas situações, não vale a pena.

Obs.: Quero deixar claro aqui que esse e qualquer post que eu faço no blog é de acordo com a minha vivência e minhas experiências. Por que eu tô falando isso?
1 – Recebi comentários de coach pedindo várias dicas de leitura e outras coisas sobre relacionamento. Não posso dar dica de material especializado porque eu não sou psicóloga ou nada nesse sentido pra conhecer esses materiais.
2 – Um amigo veio falar comigo horrorizado porque ele não se encaixa em alguns tópicos nesse post. Sim, ele é o diferentão, e vão existir outros diferentões que não vão se encaixar. Talvez porque sejam tímidos e querem manter o contato físico, por exemplo, mas têm vergonha. Outros fazem algumas “cagadas” por falta de experiência. Mas de uma maneira geral, o post mostra sinais CLAROS de que um cara não está a fim de você.

Ah é. Dica 2: Veja essa filme: “Ele não está tão a fim de você.”
Lembrei dele agora. E acho que super tem a ver.

Beijos galerinha!!!

Os melhores posts da semana #06

Em 23.02.2016   Arquivado em Vida Conectada

Oi galerinha! Como vocês estão?

Há muito tempo eu não faço um post desses aqui, mas achei que hoje valeria a pena. Porque alguns textos que chegaram até mim essa semana foram tão maravilhosos que não tinha como não pontuá-los aqui pra vocês.

Pra começar, queria mostrar na verdade não é um post em blog, mas uma matéria, onde fala que ter um marido, rende a você, mulher, 7 horas a mais de serviços domésticos por semana. Sim, meus caros. Porque por mais que ninguém admita nessa vida, a verdade é que quando eles acham que tem alguém pra fazer por eles, eles relaxam. Em parte a culpa é da criação deles cheia desses vícios, em parte culpa nossa, por termos crescido escutando a mesma história que eles. E mesmo que pensemos que não, intrinsecamente, a nossa cultura mostra que as mulheres ainda são do fogão, e os homens é que põe o dinheiro. É uma reflexão profunda que devemos fazer de verdade sobre isso. Veja bem, não estou dizendo aqui que ninguém deve casar, ok? Por favor! Eu acredito na família e defendo que as pessoas precisam se casar por N motivos já explicitados aqui em tantos anos de blog. But… Se hoje a mulher sai pra trabalhar, o homem tem que entrar no samba da lavagem do banheiro. Mesmo se uma mulher ficasse só em casa o marido já teria a obrigação de ajudar, e essa necessidade é mais clara e urgente agora que trabalhamos fora tanto quanto os homens. Mas sério, o que temos feito é isso? Porque não é o que eu tenho visto. Tenho visto mulheres acordando mais cedo que os homens, cuidando dos filhos, passando a roupa de todo mundo, indo pro trabalho, voltando, cuidando de filho e casa, e depois dessa jornada tripla, ainda precisa estar feliz e disposta pro marido. Sai pra lá com esse pensamento, hein??? Vamos refletir lendo esse link! 😛

Outra indicação maravilhosa é esse texto aqui sobre “Que diabos aconteceu com a geração Y?”. Nossa geração linda, que aos 25 anos tem uma conta bancária recheada e já deu a volta ao mundo, mas que paga analista porque tem tremedeiras involuntárias no domingo à noite porque não está aguentando a pressão do trabalho. Ou porque recebe ligações do chefe na sexta às 23h falando que tem um e-mail super urgente pra ser respondido pro cliente. Ou pior, você cadastra o e-mail do trabalho no seu smartphone e responde e-mails a qualquer hora porque não custa nada, né? E afinal de contas, você quer se destacar na sua equipe, ganhar uma estrelinha dourada na testa e uma promoção, pra ter mais responsabilidades, mais dinheiro e mais tremedeiras involuntárias. Chegamos num nível de negação tão grande que postamos em nossas redes sociais como nossa empresa é legal por estarmos indo de allstar trabalhar, e por ganharmos um cafezinho do Starbucks de vez em quando. Cortesia, claro! E você ganha um café, e dá sua alma em troca. E tem mais itens pessoais na gaveta da sua mesa do que na sua própria casa. Onde iremos chegar com isso?

Esse post sobre a lindona Gabriela Pugliesi fala exatamente o que eu penso sobre ela e outros fitness por aí. Nem precisa ser blogueiro, só precisa ter esse pensamento. O post começa mostrando um snap da Gabrielinha fofa (ai não, fofa não porque ela vai se sentir ofendida), dizendo que você, e eu, no caso só estamos gordos porque comemos, não treinamos e não temos força de vontade. O post fala por si só e eu aplaudo de pé cada vírgula escrita ali. Quero só completar com uma história sobre duas amigas. Vamos chamar uma amiga de Maria, e a outra de Bárbara. Maria e Bárbara são amigas há muitos anos. Maria tem mais de 1,70m. Bárbara tem 1,50m. Bárbara veste 34, Maria veste 38. Isso aos 15 anos. Bárbara diz pra Maria que ela é gorda, porque deveria vestir 34 como ela, super magrinha. Maria fica deprimida, porque queria vestir 34. Ela não consegue entender que tem 1,70m e seu biotipo é de coxas grossas, bumbum grande, e que não tem nada de errado com ela. O tempo passa, Bárbara está sempre bárbara, porque não come, quando come vomita, toma remédios pra emagrecer, malha feito uma condenada. Maria gosta de comer e se alimenta como deveria, faz todas as refeições e gosta de chocolate quando está na TPM. Além disso, ela prefere ler a tarde toda, em vez de ficar suando pra ter uma “bunda na nuca”. Os anos passam. Muitas coisas acontecem. Maria perde um filho, passa por muitas outras perdas, tem problemas emocionais que ajudam no ganho de peso. Bárbara continua vomitando, tomando remédio proibido e treinando. Recentemente fez umas plásticas, colocou silicone, fez lipo, alisou o cabelo, embranqueceu o dente, colocou umas unhas postiças, fez permanente de cílios e vive com esparadrapo no pé porque o salto machuca. Bárbara aponta o dedo pra Maria há mais de uma década e chama a Maria de preguiçosa e deprimida, e é por isso que ela está gorda. Bárbara só não vê que ela deveria olhar mais pro rabo dela, porque se Maria ficou triste porque seu filho morreu, ela tem o direito de viver um luto. E ela que tem nada dentro da cabeça e acha que todo mundo deveria ser igual? E ela que se esforça todo dia pra lutar contra a natureza e pra se enquadrar (wtf?) em um padrão que ela não precisa? Por favor, Bárbara, acorde. Eu, Maria, tenho pena de você.

E pra finalizar (e descontrair, claro) minha TL choveu a mesma história, porque ninguém está sabendo lidar com o fato de que PPK quer governar o Peru. E o slogan é o melhor: “PPK sueña con un Perú mejor”. Ô PPK… todas nós sonhamos! Estou levantando sua bandeira hahahahahaha…

Beijos pessoal!

{Escrita Criativa} O tempo passou

Em 14.02.2016   Arquivado em Escrita Criativa

Sabe qual a minha vontade agora? Vou dizer! Eu quero agarrar você e te sacudir. Quero dar um tapa na sua cara e xingar, porque é isso que você merece. Por quantos anos eu estive apaixonada e você me desprezou? Por quanto tempo eu coloquei você como minha prioridade máxima e você disse que era melhor sermos bons amigos? Quantas vezes eu tive que escutar que você preferia ter somente minha amizade porque tinha medo de tentar alguma coisa e não dar certo e me perder de vez? Quantas vezes eu chorei deitada na cama, olhando pro teto, imaginando o que havia de errado comigo, pra você não conseguir me enxergar… Muitas!

Chegou uma hora, que o sentimento era tão grande e aquilo tudo estava me fazendo tão mal que eu quis fazer o papel de sua amiga, se era isso o que você queria. Vi você postar fotos abraçadinho com outras meninas no Facebook. Escutei suas ladainhas com elas. Vi você terminar com uma e começar com outra. E eu sempre fiquei imaginando quando seria finalmente a minha vez. Sempre imaginei quando você finalmente veria que era eu que você precisava.

O tempo passou… Suas apunhaladas diárias no meu peito começaram a doer cada vez menos. Fiquei amortecida. Criei uma casca. Escutei com o ouvido e fechei meu coração. Fiz cafuné quando você estava mal. Dei conselhos sinceros, pois sempre quis seu bem. Semanas passaram. Meses passaram. Anos passaram. Me acostumei com aquela situação. Me contentei em ser somente sua amiga. Olhei pro lado quando você beijou aquela garota na minha frente. Aquele foi o último golpe.

O tempo passou… Já chorei tudo que tinha que chorar. Já sofri tudo que podia. Já me afoguei numa panela de brigadeiro. Uma? Não. Muitas. Perdi a conta. De vez em quando, quando estava muito difícil de suportar, meu consolo era o brigadeiro. Tudo porque eu simplesmente não conseguia sair de perto de você e deixar você seguir seu rumo. Eu não conseguia só seguir minha vida e deixar você ir. Eu estranhamente precisava saber o que você fazia, precisava olhar nos seus olhos. Precisava sentir seu cheiro e tocar seu cabelo, nem que fosse na sua fossa por outra mulher.

Mas eu me curei dessa doença. Finalmente eu consegui pular desse barco e nadei. E vi que existia vida fora da nossa bolha. Conheci homens que realmente me colocam como prioridade máxima. E agora estou tentando seguir meu rumo. Estou tentando refazer minha vida. E qual direito você tem de vir me dizer, depois de tanto tempo, que me ama? Hoje? Sério?

Por quantas noites eu sonhei com essa declaração, mas acordei pro meu papel de amiga. Quanto tempo desperdicei gostando de uma pessoa que só me queria em um nível bem abaixo do que eu merecia. E agora que eu finalmente saio da bolha você diz que me ama? Que droga de história é essa? Você acha que fala isso e eu volto correndo pros seus braços, largo um namorado que me quer bem por você? O que você tem a me oferecer?

Eu já conheço nossa dinâmica. E ela não é boa. Não é saudável pra mim. Mas é bom pro seu ego. Desculpa, mas realmente seu tempo passou. Eu queria dizer que não, mas hoje eu olho pra você e vejo um homem fraco. Um homem sem autoestima que precisa da bajulação das pessoas pra se sentir por cima da carne seca. E não é um homem desse tipo que eu quero pra mim.

Seja feliz em sua jornada.

Página 1 de 71234567