Butterfly Soul
Rascunho Literário
Guia para Mamãe de Primeira Viagem
BS no Youtube
Tag "supernanny"

A técnica de castigo da Super Nanny (Passo-a-passo)

jo_zpsccef38d7

Não sei se eu já cheguei a comentar aqui o quanto eu gosto da Jo Frost. Ela é uma educadora inglesa que teve um programa de televisão chamado Supernanny até 2011, se não me engano. Hoje ela ainda aborda as questões da educação e harmonia em família, mas em outras situações, num programa diferente (que eu também acompanho).

Porém, eu vou focar hoje no programa Supernanny, onde ela ia até a casa de uma família com filhos pequenos e colocava a disciplina e harmonia da casa em dia. Como uma telespectadora assídua, sei de cabeça quase todas as técnicas que ela usa pra sobrepujar as dificuldades familiares que ela encontra.

Mas a técnica que eu vou falar hoje pra vocês, e que sinceramente eu sei que dá certo porque já vi algumas mães próximas a mim fazendo, é a técnica do castigo. Ela pode começar a ser aplicada em crianças a partir de 1 ano de idade.

O que acontece muito em famílias que não usam essa técnica, é a falta de disciplina total (ou seja, os pais não conseguem manter o castigo) ou castigam errado, gerando uma revolta no filho por se sentir injustiçado ou por não entender porque está de castigo. Essa técnica é justamente usada pra evitar isso. Ela disciplina os filhos, fazendo-os entender porque estão sendo castigados e porque aquela situação é inaceitável, sem gerar ressentimento por parte dos filhos e desgaste por parte dos pais.

Então vamos ao passo a passo!!!

1- Aviso

Quando o filho faz alguma coisa inapropriada, é errado colocar logo de castigo, porque muitas vezes ele não sabe que está fazendo uma coisa errada. Então quando a situação inapropriada surgir, os pais devem dar um aviso calmamente, dizendo porquê aquilo foi errado, e que se repetir, vai pro castigo. Isso dá uma chance da criança perceber que está fazendo uma coisa que não deveria, e se não era a intenção dela fazer algo que desagrade, logo ela pára.

2- Levar para um cantinho específico de castigo

Se ele não parou, se ele fez de novo, você precisa cumprir com a sua palavra. Você avisou que ia pro castigo, e agora precisa cumprir.

Em casa, o ideal é fazer um cantinho que não seja no quarto (local de dormir) ou sentado na mesa de jantar, porque são locais com funções específicas de dormir e comer. Sempre que seu filho passar pelo local que é o cantinho do castigo vai remeter às lembranças. Então, gerar esse tipo de sentimento pro quarto ou pra mesa de jantar vai causar outro problema. Não queremos isso, não é? Um local que a Jo sempre estipulava era um canto vazio, tipo no corredor ou um canto na cozinha sentado enquanto a mãe faz comida. Já vi ela colocando também no primeiro degrau da escada, por falta de opções. Ou seja, sempre são locais impessoais pro filho.

Na rua, o local ideal pra colocar o filho de castigo é do lado de fora. Porque ele pode gritar e fazer escândalo e porque o local que ele está passeando não deve remeter ao castigo. Então, se for no shopping, pode levar pra um banco do lado de fora e colocar lá. No restaurante, o mesmo caso. Caso não haja como fazer isso em público onde estiver, você vai avisar ao filho que a disciplina será concluída em casa.

3 – Se abaixar na altura da criança e explicar porque ela está ficando de castigo

Ao colocar a criança no local do castigo, você precisa se abaixar na altura da criança pra falar. A intenção do castigo não é coagir a criança, mas mostrar pra ela porque está de castigo. Autoridade não é coação, é respeito.

Você precisa explicar pra ela porque ela está ali. Exemplo: "Você ficou aqui porque bateu no seu irmão, e isso é inaceitável." Ele precisa entender que o que ele fez é feio.

4 – Contar 1 minuto por ano de vida

Esse item não tem muito o que explicar, não é? UM minuto por ano de vida. Isso significa que seu filho de 5 anos vai ficar 5 minutos no castigo, e não meia hora.

5 – Se a criança sair, devolva ao local sem falar nada e comece a contagem novamente

Uma das soluções encontradas por muitas crianças pra desafiar os pais é ficar saindo do local do castigo. Nessas horas, muitos pais perdem a paciência e desistem do castigo. Ou então começam a discutir com o filho, querendo impor a autoridade através dos gritos. Nada disso funciona. Você só precisa mostrar pra ele quem manda. Pegue ele e leve de volta, em silêncio pro local do castigo. Não precisa explicar de nov. Não fale nada pra ele não ver uma brecha pra negociação.

6 – Relembre porque ela ficou no castigo

Quando a criança completar os minutos de castigo (o que pode demorar muitas tentativas rsrsrs) você deve fazer como no começo: abaixar até a altura do filho e relembrar porque ele ficou ali. Exemplo: "Você ficou aqui porque bateu no seu irmão e isso não é permitido."

O filho deve pedir desculpas pros pais, pra aprender que ele deve se retratar quando fizer algo de errado e não dar margem pro orgulho crescer no coração desde criança.

7 – Beijo e abraço, e vamos em frente!

Essa é a melhor parte! Já colou de castigo, ele entendeu, pediu desculpas… Agora é a hora de mostrar que você sente amor por ele, aquele castigo foi só pra ensinar. Beijos e abraços, muitos, muitos, muitos! E tudo volta ao normal. Sem ressentimentos.

Erros comuns cometidos pelos pais ao aplicar as técnicas:

Não fazer o que avisou – Você perde a credibilidade, os filhos entendem que você não teve forçar ou não se importou em cumprir sua palavra.
Não abaixar na altura da criança – Quando você chama atenção da criança de pé, você passa uma sensação de coação, quase um bullying, porque você é bem maior do que ele. Não é isso que você quer passar, não é? Você quer que ele te respeite, não que tenha medo de você. Até porque se for pelo medo, quando ele tiver a mesma altura você não vai mais conseguir controlar.
Apontar com o dedo quando estiver brigando – Isso é ofensivo em qualquer situação! Também é quase como se fosse bullying, porque você está coagindo seu filho.
Não explicar porque ficou de castigo – Isso gera muita revolta, e eu sei porque eu já me senti assim. É muito importante a criança saber que o castigo é uma consequência de um ato inaceitável pelos pais.
Pular uma etapa – Quando você pula uma das etapas, você passa uma mensagem confusa pro seu filho e pode causar mais atrito ainda.
Discutir com o filho – Não é uma negociação de castigo, então, não tem porque falar com ele durante o processo. Não responda, apenas ignore. Discutir com seu filho durante o processo só mostra que você está se "rebaixando" a uma mentalidade infantil.
Discutir sobre a disciplina com o parceiro na frente dos filhos – Os pais precisam ser coesos na educação. Se há pontos a serem discutidos, que seja sozinhos, nunca na frente dos filhos. Quando os pais mostram pros filhos que não se entendem, eles mesmos acham as brechas pra se aproveitar disso.
Ficar parado olhando o filho de castigo – Ele não precisa de plateia. E aliás, nem deve ter uma, porque o que ele está fazendo não é bonito. Então, coloque ele de castigo e vá lavar sua louça. Porque quanto mais você der ibope, mais coisas ele vai fazer pra te irritar e se desvencilhar do castigo.

Considerações finais:

Não sei se eu vou ter paciência pra executar essa técnica todo santo dia aqui em casa, porque é tudo lindo em um programa de TV, mas na vida real a coisa muda (ainda mais pra uma pessoa de pavio curto como eu). Mas a questão é que realmente funciona, porque eu já vi algumas amigas minhas com filhos pequenos aplicando exatamente isso e as crianças ficam "doutrinadas" com o tempo. Vale super a pena pelo menos tentar.

Eu vou tentar com meu RoDelícia com certeza! 😉

De acordo com o site, a Supernanny vai ao ar às sextas-feiras, às 22h, no canal Discovery H&H. Mas eu já vi aleatoriamente passando em outros horários.

Princípios montessorianos para a educação do seu filho
Sobre a formação de leitores no Brasil
Quando meu filho vai parar de babar?