{Tag} Mãe de primeira viagem

Em 05.11.2014   Arquivado em Maternidade

Êeeeeeeee! Mais um post com vídeo aqui no blog, o que pra mim é uma coisa bem diferente, levando em consideração que eu nunca pensei em gravar vídeos pro blog e meu primeiro vídeo foi um fiasco tão grande que eu fiquei com vergonha assitindo ele. Mas acho que com o tempo e a prática, estou melhorando!

Hoje eu vou mostrar pra vocês uma Tag, chamada Mamãe de Primeira Viagem! Por causa de um auxílio a mais que eu adquiri (um tripé! iupiiii!) eu consegui fazer o vídeo no meu quarto, pra ficar mais confortável pro Rodrigo (sim! ele está nesse vídeo \o/).

Links do que eu citei no vídeo:

Links dos posts relacionados à amamentação – aqui e aqui
Almofada de amamentação – aqui
Onde eu comprei meu cercado – aqui
Resenha creme Mary Kay – aqui

Perguntas do vídeo:

1) Você é uma mãe que trabalha ou que fica em casa cuidando do bebê?
2) Você gostaria que isso fosse diferente?
3) Seu bebê dorme na sua cama?
4) Um item de bebê que você tem que ter!!!
5) Quantos filhos você deseja ter?
6) Vocês já tiveram um “date night”? (sair sozinho como casal)
7) Qual show de TV favorito do seu filho?
8) Fale uma coisa que você comprou antes do seu bebê nascer que você não usou.
9) Qual a comida favorita da sua criança?
10) Quantos carros sua família tem?
11) Quanto você ganhou na gravidez, quanto você pesava antes e quanto você pesa agora?
12) Qual as férias dos sonhos com as suas crianças?
13) Qual as férias dos seus sonhos sem as suas crianças?
14) Como sua vida mudou desde que seu bebê nasceu? (eu pulei essa perguntaaaaa! burrica!)
15) Termine a frase: meu coração se derrete todo quando…
16) Onde você compra as coisas pros seus filhos?
17) Maquiagem favorita e produtos para a pele.
18) Marca de fralda preferida.
19) Você sempre quis ter filhos?
20) Qual a melhor parte de ser mãe?

Eu acrescentei essas:
21) Seu marido é um pai presente?
22) O que você tem muita dificuldade de fazer com seu filho?

Espero que gostem! E quem fez essa tag coloca o link aqui pra eu ver! <3

Sobre 2 anos de Blog da Mariana + vídeo de comprinhas no Ficou Pequeno

Em 30.08.2014   Arquivado em Vida Conectada

Hoje meu bloguinho está completando oficialmente 2 anos no ar! Só isso já é uma vitória, levando em consideração que muitos blogs não resistem e deixam de existir em poucos meses.

Mas nem é só por isso que eu estou feliz. Esses últimos meses, os acessos e a interação com vocês mais que triplicou, e isso me deixa muito orgulhosa. Fico feliz de saber que estou fazendo algo que realmente faz diferença, que as pessoas se importam a ponto de investirem minutos preciosos do seu dia acessando aqui pra ler o que eu coloco. Ainda mais hoje, onde a gente tem tanta coisa pra fazer o tempo todo, e além disso parece que blogar virou uma febre e o que não falta por aí é blog legal.

Obrigada por isso. Fico muito feliz, de verdade. Fico feliz de saber que vocês estão lendo, comentando, compartilhando, me chamando inbox pra pedir pra eu postar alguma coisa. Isso me dá ânimo pra continuar.

Acredito que blogar é amor. Realmente muitas pessoas querem começar um blog, mas não têm noção de como dá trabalho e temos que investir tempo e dinheiro. Algumas pessoas acham que é fácil blogar, que o “sucesso” vem rápido e que toda blogueira ganha MUITOS produtos e MUITO dinheiro. Quando finalmente o blog está no ar, começam a ver que não é bem assim. Pra um post ir ao ar, antes eu fiz uma lista de possíveis temas de posts, dividi pelas semanas, fiz metas de postagem por dia, fiz um texto base, tirei fotos, tratei as fotos no Photoshop… Enfim. Gasta-se muito tempo pra fazer um post que você lê em 3 minutos.

Além disso, pra ter um domínio eu pago, pra ter hospedagem eu pago, pra tirar foto boa e fazer vídeo eu investi numa câmera… Ou seja, blogueiro investe dinheiro (bastante) pra fazer dar certo. Digamos que é um hobby bem carinho, mas que proporciona muito desabafo e satisfação.

Embora hoje em dia exista um mercado de trabalho blogueiro, eu comecei nesse mundo quando tinha 15 anos, onde ninguém tinha noção de como um blog poderia ser promissor e lucrativo. Sou do tempo que as pessoas faziam um diário virtual anônimo e outras pessoas tinham o prazer de entrar, ler o que você estava escrevendo, e dar um conselho. Era quase uma terapia de grupo virtual, onde ninguém mostrava o rosto e todo mundo se ajudava. Eu fiz parte desses tempos remotos. Quase nunca víamos uma imagem no blog, era tudo texto, texto e texto. E mesmo assim as pessoas liam.

Depois começou o tempo dos layouts de famosinhas teen e eu também tive o meu layout assim! Hahaha… Todo mundo tinha da Britney Spears ou Hilary Duff, eram as que imperavam nos blogs. Eu tive da Christina Aguilera e da Joss Stone! 😛 Era muito bom! Foi um tempo que você quase tinha que acessar o blog com óculos escuro, de tanta coisa colorida e piscando ao mesmo tempo. O mouse deixava um rastro de coração, você tinha milhões de plaquinhas piscando na sidebar e sempre tinha o print da sua melhor doll no blog. Era uma febre. Nessa época acho que as pessoas já mostravam mais as caras nos blogs, mas ainda sim era um diário virtual. Bem diferente de hoje, onde você entra num blog e quase nunca vê algo pessoal escrito (o que sinceramente eu acho muito triste).

O mundo blogueiro mudou muito, mas eu acompanhei ele durante todos esses anos, por apenas 1 motivo: amor! Eu amo blogar, e mesmo que daqui a 20 anos ninguém mais queira saber de blog e seja ultrapassado, eu vou continuar blogando! hahahaha…

Comprinhas no Ficou Pequeno

E pra comemorar os 2 anos de blog hoje, fiz o que eu nunca faço: UM VÍDEO! O____O

Esse vídeo fala sobre a minha segunda compra no site Ficou Pequeno, achei que ficou bem legal. Eu ainda não sei editar muito bem, me perdoem. Ainda estou aprendendo.

O link da minha primeira compra é esse aqui.

Dá play e ria da minha cara! hahaha… #brincadeira

O que todo mundo ama e eu odeio

Em 05.05.2014   Arquivado em Pessoal

Esse post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros das antigas que fazem o possível para manter o velho espírito dos diários virtuais.
Para conhecer e participar, acesse: Grupo do Facebook / Rotation

Podem me chamar de louca depois que vocês derem um look na coisas que eu odeio, mas fazer o quê? Eu nasci assim estranha! Vamos lá! #porfavornãomejulguem haha

Café

O cheiro do café é ótimo. Sempre gostei. Tem o cheiro da manhã, e faz eu me lembrar da minha infância (minha mãe sempre bebeu café). Mas pra mim, o gosto sempre foi muito ruim. Lembro da minha mãe fazendo café com leite pra mim, e eu queria colocar todo o copo de leite e só pingar o café, pra dar pouco gosto.
Quando eu comecei a poder escolher o que comer / beber, aboli o café da minha vida. #eca
Além de ser ruim, o café vicia, faz mal à saúde e estraga os dentes. Podem me odiar por esta declaração. 😉

Bebidas alcoólicas

Sempre tive medo de gente bêbada. Desde criança. Entrava em pânico quando eu via alguém bêbado na rua, e embora nunca tenha passado pela situação MUITO RUIM de ter pessoas com dependência de álcool em casa, bastava eu ver meus pais colocando um gole de bebida na boca, nem que fosse um vinho no Natal, e eu já começava a reclamar com eles.
Na adolescência provei algumas bebidas e nunca gostei. Óbvio: nunca tomei um porre. Hoje em dia, acho patético as pessoas que gastam seu dinheiro tão suado com uma coisa que não faz bem ao corpo, sai no xixi dali a 1 hora e faz você perder seu autocontrole. #prontofalei

Gatos

Tenho MUITAS amigas blogueiras e gateiras. Não me matem. Não me julguem até ler o que eu vou escrever! hehehe…
Os gatos não gostam de mim. Eles não me deixam ficar perto, não me deixam fazer carinho (talvez eu queira tratar um gato como se fosse cachorro). Me olham com cara desconfiada. As poucas vezes que eu tentei me aproximar um pouco mais, fui arranhada. Não foi UM gato. Todos os gatos são assim comigo. Então eu tenho muito medo de ser arranhada.
Além disso, tive uma vizinha na infância que tinha gato e a casa dela fedia muito. O gato dela fazia xixi e cocô em lugares escondidos, e todo mundo ficava na casa fedendo sem conseguir achar onde ele tinha feito suas necessidades. Sei que não é sempre assim, que dá pra adestrar, mas aquele episódio me deixou traumatizada.
E pra finalizar, eu optei por não ter gato na minha vida por todos esses motivos. Mas os gatos da vizinha me perseguem. Eles entram aqui em casa e comem minha ALCATRA que está descongelando em cima da pia, rasgam o meu lixo e fazem suas necessidades no meu quintal. Acredito que alguém não cuide do seu gato, e por isso eles precisam ficar rondando a vizinhança procurando por comida, mas vamos combinar que comer minha alcatra é um abuso.
Por todos esses motivos, prefiro gatos longe de mim. Nunca tive boas experiências com eles! Gostaria muito de mudar minha opinião, acho animais lindos, mas a cada dia eles me importunam e não deixam eu gostar deles. #fail

Pra vocês não acharem que é exagero de minha parte, lembrei que eu gravei um vídeo (fofo) na minha primeira casa. Lá os gatos também me perseguiam!

Eu gostava desse gatinho. Eu alimentava ele porque a vizinha viajava e trancava ele na rua sem comida. Mas foi começar a alimentar que ele começou a se achar o dono do pedaço! 😛

Festivais de música

O problema dos festivais de música não são os festivais de música. São as multidões que estão neles. MULTIDÕES bebendo, quebrando garrafa, brigando, me empurrando, me dando cotovelada, e não deixando eu fazer o que eu quero: assistir ao show em paz.
Por isso, pra mim, o melhor camarote do Rock in Rio é no meu sofá, vendo pelo Multishow. 😛

Exercícios físicos

Fico cansada só de pensar em escrever sobre esse assunto. #fim

Piercings

Eu tive um piercing uma vez. No nariz. Pra colocar foi um sofrimento. Depois, manter foi um sofrimento. E por fim, eu engatei o piercing na toalha quando fui tomar banho e saiu rasgando tudo. Não foi nada agradável. Doeu muito e meu nariz ficou uma bola. E aí foi o fim da minha história com o piercing no nariz. Desde então, todo o piercing que eu vejo eu penso na dor pra colocar, na dor pra manter e na dor se sair rasgando tudo. #aiaiai

Agora vocês podem me chamar de velha! Tudo que uma pessoa na minha idade adora fazer eu odeio.
E foi assim que eu acabei com minha reputação no mundo blogosférico… hahahaha…

Top 3: Cantores Britânicos

Em 29.01.2014   Arquivado em Música

Já falei algumas vezes aqui no blog sobre meu fascínio pelo mundo musical britânico. Então hoje eu resolvi oficializar minha listinha Top 3. Foi difícil selecionar 3, mas eu acho que é isso aí. Lá vamos nós:

Joss Stone

Wikipedia: Joscelyn Eve Stoker, mais conhecida por seu nome artístico Joss Stone, é uma cantora e compositora inglesa de soul e R&B e atriz, ganhadora de vários BRIT Awards e de um Grammy Award. Stone vendeu mais de onze milhões de álbuns em todo o mundo.

James Morrison

Wikipedia: James Morrison Catchpole é um cantor e guitarrista britânico. Em 2006, o seu primeiro single “You Give Me Something” se tornou um hit na Europa, Austrália e Japão. Seu álbum, estreou no topo da UK Álbuns Chart.

Phil Collins

Wikipedia: Philip David Charles Collins, mais conhecido como Phil Collins, é um músico britânico. Foi baterista e vocalista da banda Genesis, mas também atingiu êxito na carreira solo. Também atuou em alguns filmes e programas de televisão.

Nossa, só pra fazer esse post eu demorei uma era, porque pra selecionar os vídeos eu ia vendo tudo no Youtube e me perdia na situação… hahaha… Amo! <3

Página 4 de 512345